Síndrome de Burnout: saiba como a hipnose clínica pode ajudar no tratamento

Síndrome de Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.

A principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho.

Esta síndrome é comum em profissionais que atuam diariamente sob pressão e com responsabilidades constantes, como médicos, enfermeiros, professores, policiais, jornalistas, dentre outros.

Traduzido do inglês, “burn” quer dizer queima e “out” exterior.

A Síndrome de Burnout também pode acontecer quando o profissional planeja ou é pautado para objetivos de trabalho muito difíceis, situações em que a pessoa possa achar, por algum motivo, não ter capacidades suficientes para os cumprir.

Essa síndrome pode resultar em estado de depressão profunda e por isso é essencial procurar apoio profissional no surgimento dos primeiros sintomas.

A Síndrome de Burnout envolve nervosismo, sofrimentos psicológicos e problemas físicos, como dor de barriga, cansaço excessivo e tonturas.

O estresse e a falta de vontade de sair da cama ou de casa, quando constantes, podem indicar o início da doença.

A hipnose é uma ótima opção para o tratamento da síndrome de burnout, pois é uma ferramenta que utiliza uma linguagem capaz de gerar novas perspectivas nos pacientes através do estado alterado de consciência, onde o profissional consegue ter acesso a dores e traumas de forma mais leve e segura.

A hipnoterapeuta Débora Diniz, explica que quando é encontrada a programação negativa que está afetando a vida daquele paciente, este evento é ressignificado e no lugar são instaladas programações positivas. A hipnose é um tratamento que não utiliza medicamentos, garantindo assim o bem-estar do paciente que não se fragiliza com os efeitos colaterais dos remédios.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar