Dor abdominal pode ser uma doença inflamatória no intestino?

Especialista do Hospital Angelina Caron realiza live com alerta sobre o Maio Roxo

Você sabe como diferenciar as dores abdominais de sinais de uma Doença Inflamatória Intestinal? Na próxima terça-feira (24), às 21h, a médica Mariana Singer, especialista em gastrocirurgia e doenças no aparelho digestivo, vai desmistificar esse tema e tirar dúvidas de interessados em uma live aberta ao público, no perfil do Hospital Angelina Caron (HAC) no Instagram. Mais informações pelo Instagram do HAC.

O dia 19 de maio foi instituído como o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal. Conhecida como Maio Roxo, a campanha alerta sobre as doenças inflamatórias intestinais, representadas pela Doença de Crohn (DC) e pela Retocolite Ulcerativa Crônica (RCU). Em 2009, havia 7,3 mulheres com a DC a cada 100 mil pessoas pelo mundo, número que saltou para 8,7 em 2015. Já em relação aos homens, a taxa de incidência passou de 5,1 para 6 no mesmo período. A doença atinge, sobretudo, mulheres entre 20 e 40 anos.

Sobre o Hospital Angelina Caron

O Hospital Angelina Caron tem como missão atender plenamente os seus mais diversos públicos, de forma igualitária, humanizada e integral. Localizada ao lado de Curitiba, em Campina Grande do Sul, a instituição é um centro médico-hospitalar de referência no Sul do Brasil. Tem como pilares os mais rigorosos princípios éticos e o compromisso social, além de 38 anos de tradição para oferecer a melhor promoção em saúde e possibilitar a retomada da qualidade de vida. O HAC realiza mais de 400 mil atendimentos por ano em pacientes de todo o país, incluindo particulares e por convênios, sendo um dos maiores parceiros do SUS no Estado. Com investimentos frequentes em tecnologia e equipamentos de última geração, o hospital atua em todas as vertentes da medicina, conta com Serviço de Transplantes de Órgãos reconhecido internacionalmente e é um centro tradicional de fomento ao ensino e à pesquisa.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar