Como sintonizar o dourado na decoração de casa

Arquiteta Ana Rozenblit comenta sobre os pontos coringas para o tom figurar em elementos dispostos nos ambientes e explica como não pesar com possíveis excessos

dourado é a essência da elegância e do glamour em qualquer parte que esteja. Se antes ele era um símbolo de riqueza e poder, hoje é uma expressão do senso de estilo e sofisticação. Presente na paleta de cores quentes, no décor ajuda a trazer conforto e iluminar interiores. Versátil, pode ser combinado com vários estilos, cores e materiais diferentes, funciona muito bem as cores neutras e cria harmonia quando integrado com estilos clássicos, modernos, românticos e até aqueles mais rústicos.

Bastam apenas alguns detalhes em dourado para obter um visual refinado. A arquiteta Ana Rozenblit, à frente do escritório Spaço Interior, explica que nos acabamentos ele é uma excelente decisão, podendo estar presente nos metais do banheiro, molduras de espelho, estrutura de mobiliários, pendentes, revestimentos cerâmicos e papéis de parede, bem como objetos decorativos em geral.

Como não errar na dose?

No quarto do casal, a arquiteta trabalhou com tonalidades mais escuras, como o verde oliva eleito para a cabeceira. O abajur com base dourada foi inserido com a proposta de deixar o ambiente ainda mais aconchegante l Foto: Kadu Lopes

Quando o assunto é inserir o dourado na decoração, a profissional reafirma a máxima de que ‘menos é sempre mais’. Por não se tratar de uma cor discreta, seu emprego deve ser realizado em doses moderadas para atingir o equilíbrio com as demais informações presentes no espaço. Seu emprego visa sempre alcançar um feito belíssimo por meio dos pequenos detalhes. Segundo Ana, “o dourado é usado pontualmente para não pesar. Peças como vasos, espelhos, almofadas e luminárias são ótimas opções que salpicarmos o requinte que desejamos”.

Quando usar o dourado na decoração?

No banheiro da suíte, a arquiteta trabalhou uma combinação romântica, aplicando o rose e o dourado l Foto: Kadu Lopes

A arquiteta orienta que o dourado requer deixar o medo de lado para ousar e apostar na sinergia com outras cores da paleta definida para o projeto. “Toques de dourado sempre são interessantes para imprimir sofisticação ao projeto“, afirma.

Combinação perfeita em cores

Uma intervenção simples para modificar a cara do seu banheiro é usar o dourado na moldura do espelho l Foto Kadu Lopes

As combinações entre o dourado e outras cores implicam diretamente no tipo de sensação que se deseja passar. Confira algumas opções que você pode combinar.

Dourado e preto: o pretinho básico combina muito bem com o dourado, pois são duas cores que remetem à percepção sofisticada. Entretanto, a arquiteta sugere parcimônia para evitar o exagero, pois em excesso a dupla pode poluir o visual. “Esse duo fica perfeito em locais como salas de estar e dormitórios”, diz;

Dourado e azul: a dobradinha transmite seriedade e confiança;

Dourado e branco: a associação mais habitual compete em todas as ocasiões, transmitindo uma atmosfera de elegância e, ao mesmo tempo, simplicidade;

Dourado com vermelho: o vermelho está muito relacionado com o luxo e a riqueza, assim como o dourado. Por isso, são bastante usadas em conjunto;

Dourado com marrom:  refletindo aconchego e conforto, quando combinado com o dourado, o marrom emana uma atmosfera luxuosa.

Para uma jovem, o projeto do dormitório foi concebido com um estilo chique e romântico. Com a base clara e o amadeirado da porta, o dourado se destaca por meio dos pendentes presentes nas laterais da cama e o espelho veneziano, que já pertencia à moradora l Foto: Kadu Lopes

Ana Rozenblit diz que uma forma eficaz de aderir a tendência é investir em molduras de quadros e espelhos dourados pela casa. “Use em objetos muito pontuais e, para não saturar, mescle com outros estilos”, completa.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar