Bichectomia deixa o rosto envelhecido a longo prazo? Especialista Alexandre Morita responde

O especialista em harmonização facial Alexandre Morita fala sobre o procedimento cirúrgico

A bichectomia, cirurgia que reduz as bochechas e se popularizou nos últimos tempos, é alvo de inúmeras polêmicas. Uma delas é que, com o passar dos anos, o rosto pode ficar envelhecido precocemente por causa das gordurinhas retiradas. O cirurgião dentista e especialista em harmonização facial Alexandre Morita explica que isso não acontece.
“Essa gordura tem uma localização mais profunda na face, não se conectando aos compartimentos superficiais que quando absorvidos no processo de envelhecimentos. Lembrando que o envelhecimento facial é multifatorial, e não devido a retirada da bola de Bichat”, esclarece o especialista, que explica também o que é o procedimento.
“A bichectomia é um procedimento cirúrgico relativamente  simples e consiste na retirada de bolas de gordura (conhecidas como Bolas de Bichat ou Corpo Adiposo Bucal), com o objetivo de afinar a face”.
Morita conta que o procedimento tem indicação estética ou reparadora.
“É indicado para pessoas que se machucam por morder a parte interna da bochecha ou que, por motivos estéticos, querem ter um rosto mais fino”.
Vale destacar que a bichectomia é um procedimento irreversível. “Isso quer dizer que, após realizado o procedimento, não se pode voltar atrás”, completa o dentista.
Para tem ao contrário tem pouca gordura na face, o que ocasiona um aspecto mais envelhecido, e quer rejuvenescer, o profissional indica alguns procedimentos estéticos.
“Hoje em dia, usamos muito os bioestimuladores de colágeno e preenchimentos para pontos de sustentação”, finaliza.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar