Menopausa: cuidados para se ter durante o período

Ginecologista Michelly Motta detalha o processo, que pode influenciar na autoestima feminina.

Envelhecer faz parte da vida, mas ainda é um tema sensível, especialmente para o público feminino. A mulher madura enfrenta uma série de obstáculos, que vão desde a menopausa, até o preconceito relacionado a pressão estética. Um exemplo disso é em relação aos cabelos brancos. Enquanto um homem de cabelo branco é visto como “charmoso”, uma mulher que faz o mesmo é tida como “desleixada”, ou que não se cuida.

Nesse sentido, surgiu o movimento das “prateadas”, mulheres que assumem o cabelo branco e não escondem mais a idade. A ginecologista Michelly Motta comenta sobre o processo de envelhecimento e como isso pode afetar a vida das mulheres, tanto na parte estética quanto nos impactos deste processo na saúde como um todo.

– Esse movimento veio para ficar e deve ser apoiado. É muito chato ter que pintar o cabelo toda hora, e a gente deve fazer isso por vontade própria, e não por uma obrigação social – comenta.

Um dos marcos do envelhecimento é a menopausa, processo no qual a mulher deixa de menstruar, e seu ciclo reprodutor termina. Essa fase costuma ser intensa, com muitas mudanças e pode trazer uma série de efeitos negativos.

– Apesar de ser tranquila para algumas mulheres, a maioria sofre bastante com as consequências da menopausa. Alguns sintomas possíveis são: insônia, irritabilidade, ressecamento vaginal, perda de libido, e até mesmo depressão – detalha.

Uma opção de tratamento que ajuda muitas mulheres a lidar com a situação e amenizar os sintomas é a Reposição Hormonal, processo que ajuda a equilibrar os hormônios nesta fase da mulher.

– Os sintomas podem aparecer anos antes da menopausa, se tornando uma espécie de aviso. Quando identificados, é recomendável fazer a reposição hormonal, que pode coibir esses efeitos e garantir uma melhora na qualidade de vida da mulher. No entanto é preciso avaliar a paciente pois na medicina cada caso é único, e o tratamento é individualizado.  – aponta.

A mulher madura deve ter certos cuidados, dentre eles estar sempre em dia com os exames preventivos (mamografia, ultrassonografias, exames laboratoriais), e é importante a consulta médica periódica.

– Neste momento, é fundamental o acompanhamento profissional, e a realização dos exames. O quanto antes identificarmos o problema, mais fácil será tratá-lo – acrescenta.

Nesta fase a mulher também pode enfrentar questões de autoestima, influenciadas pela menopausa, como o aumento de peso, o surgimento de rugas e o próprio aparecimento do cabelo branco. Isso pode acabar desanimando essas mulheres.

– Esses acontecimentos fazem parte de envelhecer, é normal. Por isso, é importante ter uma alimentação saudável, além de praticar exercícios. O cuidado com a saúde torna o processo mais leve, e fica fácil se reconhecer no espelho – cita.

Ser mulher muitas vezes implica em resolver mil coisas ao mesmo tempo, se preocupar com a família e esquecer da própria saúde, por isso a ginecologista recomenda um olhar mais atencioso consigo mesma.

– Tentar ser a mulher maravilha não vai te poupar das frustações, então é preciso reconhecer nossos limites e priorizar a saúde. Envelhecer faz parte, e lidando com isso de forma positiva, faz esse processo ser mais leve e feliz – finaliza.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar