Práticas esportivas e uso de aparelhos auditivos: há restrições?

Ao contrário do que se pode pensar, próteses auriculares não impedem a prática de atividades físicas; especialista ressalta a importância de desmistificar a ideia de restrições à rotina em razão do aparelho

Quem pratica esportes regularmente sabe dos benefícios das atividades físicas para a saúde. E para quem utiliza aparelhos auditivos, a prótese não é desculpa para ficar com o corpo parado – muito pelo contrário, já que usar o equipamento pode até melhorar a performance em alguns casos.

“Aparelhos auditivos e atividades físicas combinam”, comenta Márcia Bonetti, fonoaudióloga e responsável técnica da Audiba, empresa paranaense de aparelhos auditivos. “Muitos usuários têm essa dúvida, mas é importante reforçar que não há contraindicação para a prática de exercícios. Aliás, em esportes em grupo, como futebol ou vôlei, o aparelho facilita a compreensão com os demais integrantes da equipe, além de contribuir para o equilíbrio e consciência espacial”.

É importante, contudo, que cada paciente seja avaliado por um fonoaudiólogo antes de iniciar as atividades. Com uma análise dos hábitos e dos exercícios realizados, o profissional irá verificar quais são as maiores necessidades do usuário, indicando o melhor aparelho para a sua rotina, além de realizar um acompanhamento periódico para adaptação e orientar sobre os cuidados principais com a prótese.

“De modo geral, deve-se cuidar com a exposição à umidade excessiva, uma vez que a água pode causar algum defeito técnico ao aparelho”, explica a fonoaudióloga. “Nesses casos, utilizar uma faixa de transpiração pode ser uma alternativa, já que evita o contato direto com o suor. Caso o usuário transpire em excesso, é preciso rever o uso contínuo”.

Assim, exercícios que envolvam o contato direto com a água, como natação, também precisam ser feitos sem o aparelho.  Do mesmo modo, atividades de impacto não devem ser realizadas com a prótese, já que práticas como artes marciais podem causar danos ao equipamento e até mesmo lesões na orelha.

Desmistificar as restrições

Praticar atividades físicas é fundamental para a saúde, já que os exercício fortalecem o corpo, melhoram o equilíbrio, a coordenação motora e a agilidade e contribuem para recuperar diversas condições do organismo e estimular sensações de prazer. Assim, mesmo quem faz uso de aparelho auditivos deve manter a prática esportiva em sua rotina. Para tanto, o primeiro passo é desfazer a concepção de que há restrições para o uso da prótese.

“As pessoas precisam desmistificar a ideia de que o aparelho é usado só em casa ou no trabalho. Ele proporciona uma vida normal e não impede que o paciente cumpra seus afazeres ou precise impor limites à sua rotina”, ressalta Marcia.

Para a especialista, realizar consultas regulares com fonoaudiólogo e se preocupar com a manutenção correta do aparelho de acordo com as recomendações irá garantir uma maior qualidade de vida para o paciente.

“Hoje em dia, as próteses possuem alta tecnologia. Além de permitirem a audição em quase 100% em muitos casos, são visivelmente menores, o que não atrapalha em nada a estética”, conclui a responsável técnica da Audiba.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar