Você já ouviu falar de Disbiose?

por Ketlyn Dalagnol

Antes de falarmos de Disbiose precisamos entender a importância do intestino na manutenção da nossa saúde. Você já ouviu falar que o intestino é o nosso segundo cérebro? Essa denominação se dá pela importância que o sistema digestório tem em todas as funções relacionadas ao sistema nervoso.

No intestino ocorre as seguintes funções:

  • Absorção de nutrientes.
  • Produção de hormônios, enzimas e neurotransmissor. A serotonina, relacionada ao bem-estar é produzida neste órgão. Portanto muitos fatores como vontade excessiva por doce e ansiedade podem ter como base a microbiota intestinal desregulada.
  • Sistema imunológico. Componentes presentes no intestino atuam no combate a substâncias estranhas no nosso corpo.
  • O intestino e o fígado são os órgãos responsáveis pela destoxificação do nosso corpo.

Nossa alimentação é a base deste processo, sendo ela ruim desequilibramos todas as funções acima e assim pode-se instalar um quadro de disbiose, que é o desequilíbrio das bactérias do intestino, onde há a prevalência de bactérias ruins. Este desequilíbrio pode ocasionar uma série de sintomas e pode estar ligado a doenças, como síndrome do intestino irritável, inflamações intestinais, diabetes, obesidade, câncer e desordens do sistema nervoso central. Baita problema não?!

Pode acontecer sintomas como: distensão abdominal, gases, intestino preso ou solto, náuseas. Mas não é somente isso, todas as funções relacionadas ao nosso corpo, em especial intestino, fígado e cérebro podem estar em desequilíbrio por conta de uma disbiose.

O nosso corpo faz o processo de detox naturalmente, porém demanda uma carga altíssima de nutrientes. E por isso uma alimentação adequada visa alinhar os processos de intestino, fígado e disbiose, pois para a eliminação de toxinas precisamos transformá-las de insolúveis em solúveis para que então ocorra a sua eliminação. Para isso o suporte da nutrição.

 

Te desejo sempre mais e mais saúde!

Ketlyn Dalagnol

Nutricionista Esportiva e Funcional

CRN – 8760

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar