Alto índice de estresse pode agir diretamente no cabelo: especialistas em transplante e medicina capilar explicam o porquê, além dos cuidados necessários

Você sabia que o estresse excessivo age diretamente na saúde dos fios? Segundo o médico Ronaldo Borges (@drronaldoborges), especialista em transplante e medicina capilar, mulheres também sofrem perda de cabelo, como os homens, devido ao envelhecimento, doenças, infecções e razões relacionadas ao estresse. O especialista ressalta que procedimentos como o transplante de cabelo e microagulhamento estão ganhando popularidade entre o sexo feminino.

As condições de vida estressantes de hoje afetam negativamente o cabelo, bem como todos os órgãos do corpo humano, devido formação de substâncias oxidantes como os radicais livres. Embora seja normal uma pessoa saudável perder aproximadamente 100 fios por dia, uma rarefacao percebida aumentada já revela uma perda de mais de 50% da área.

.

QUANDO É NECESSÁRIO O TRANSPLANTE CAPILAR?

Muitas mulheres tem grandes incômodos com a linha de implantação dos cabelos, fazendo com que sua testa fique proporcionalmente maior e o transplante capilar pode resolver definitivamente o problema.

Além disso, os cabelos da parte superior da cabeça vão ficando rarefeitos até que seja possível ver o couro cabeludo. Nessa situação, devemos excluir as causas clínicas, iniciar o tratamento e de acordo com a resposta ou com a vontade da paciente realizar o transplante capilar, sempre associando a tratamentos complementares para melhorar o volume e a qualidade dos fios.

“Nem toda perda de cabelo é permanente, a maior parte é temporária. Calvície e Queda de cabelo são causadas principalmente por desequilíbrios do corpo e pela genética mas nem sempre são reversíveis. No entanto quando não se consegue devolver uma densidade que satisfaça a paciente, o transplante deve ser pensado”, explica o cirurgião Dr. Ronaldo.

CUIDADO CAPILAR

Para o médico Dr. Misael Do Nascimento, atuante na área de dermatologia (@dr.donascimento) e que se destaca por suas técnicas de tricologia e protocolos reconhecidos mundialmente no combate à queda de cabelo, tomar banho depois dos treinos é sempre uma boa ideia. Não apenas pelos motivos óbvios, mas também porque o suor tende a se acumular no couro cabeludo.

“O suor tente a favorecer um ambiente úmido que desenvolve o surgimento da dermatite Seborreica (famosa caspa). Ele é um processo inflamatório no couro cabeludo que produz um ciclo da oleosidade + dermatite Seborreica + suor (oleosidade) e mais inflamação. Tudo isso interfere com o crescimento do fio, que já está debilitado, e afeta crescimento normal do cabelo”, ressalta Dr. Misael.

Além disso, seja gentil ao tentar tirar o cabelo do rosto. “Não prenda o cabelo em uma trança ou rabo de cavalo muito apertado. Isso pode levar a um quadro chamado alopécia de tração, essa tração constante e repetida promove a lesão da haste do cabelo e ainda pode influenciar no ciclo de vida do mesmo, em muitos casos levando a perdas irreversíveis dos fios” alerta o médico.

Em primeiro lugar, algumas substâncias como vitaminas, ferro, cobre, zinco, que são importantes para o cabelo, devem ser ingeridas diariamente em quantidades suficientes. Procurar uma nutricionista também faz parte do tratamento. Existem fatores que afetam o cabelo fisicamente e quimicamente. Os fatores físicos incluem eventos diários como pentear e escovar excessivamente, luz solar, xampus com alto teor de detergente, secadores frequentes, poeira, fumaça e sujeira no ambiente, além de corantes químicos, permanentes e clareadores de cores. “Estes causam quebra e desgaste no cabelo, tanto ressecando o cabelo quanto danificando a estrutura do cabelo”, finaliza Dr. Misael.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar