Estudo mostra eficiência da fosfatidilserina para tratar TDAH em crianças

Suplemento demonstra ser uma estratégia nutricional segura e eficaz para auxiliar no desempenho escolar dos pacientes

Um estudo demonstrou que a suplementação de fosfatidilserina com ômega-3 é segura e eficaz para tratar sintomas de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). De acordo com a pesquisa, o suplemento proporciona melhorias em aspectos cognitivos, sendo eficiente para melhorar o foco, atenção e memória.

Pessoas que sofrem de TDAH podem apresentar sintomas como inquietude, memória disfuncional para tarefas cotidianas, dificuldade de manter o foco em determinada tarefa e desatenção. O problema é mais frequente em crianças e adolescentes. Durante a fase de vestibulares, que exige mais concentração e esforço mental dos adolescentes, é o período onde ocorrem mais queixas dos sintomas.

A fosfatidilserina é um dos fosfolipídios presente nas membranas celulares dos neurônios. Este composto desempenha um papel fundamental no funcionamento e fluidez das membranas neurais, que são compostas por uma bicamada lipídica que depende de uma ingestão adequada de compostos lipídicos e fosfolipídios para funcionar normalmente.

Quando o indivíduo ingere uma quantidade insuficiente de fosfatidilserina, seu funcionamento cognitivo pode ser prejudicado. Nesses casos, uma opção é optar pela suplementação: “a procura pelos suplementos naturais para auxiliar o tratamento de enfermidades cresce continuamente. Isso acontece porque são produtos formulados a partir de compostos fitoterápicos e que na maioria dos casos apresentam pouco ou nenhum efeito colateral” explica Ricardo Maia, CEO da Life Natural. Uma opção disponível no Brasil de suplementação de fosfatidilserina e ômega-3, é o MEMORYN, da Life Natural.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar