A primeira feira de brechós e desapegos do Brasil completa 10 anos

Brick de Desapegos comemora uma década de história e mais de mil expositores.

O Brick de Desapegos, feira pioneira em moda sustentável no País, celebra 10 anos com duas edições. A festa começa no dia 18 de dezembro, das 11 às 20 horas, na Casa de Cultura Mário Quintana, e continua no dia 19 de dezembro, também das 11 horas às 20 horas, na Rua João Telles, considerada a “casa” do evento em Porto Alegre.

No sábado, dia 18, na Casa de Cultura Mário Quintana, a feira vai ter lounge, produção de fotos, desfile do Senac e mais de 30 expositores de moda circular, autoral e sustentável, além de cerveja artesanal e música. No domingo, 19 de novembro, na João Telles, serão 50 expositores entre moda circular, autoral e sustentável, além da integração com o comércio local de comidas e bebidas e parabéns com distribuição de cupcakes de aniversário no final do evento. No dia, haverá ainda a exposição “10 anos do Brick” com a linha do tempo contando a trajetória dessa feira de moda sustentável.

A feira representa diversos marcos para Porto Alegre. A cultura de brechós e de moda circular mudou totalmente nessa década, com o fim do mito da roupa usada que pode ser reaproveitada e da compreensão de que desapegos e brechós representam não só uma moda sustentável, mas também bonita. A prática de garimpar nas araras em busca de achados e de dar nova vida àquilo que não se usa virou rotina e mais de 150 mil pessoas passaram pelas 350 edições do evento nesses dez anos.

Mas a maior contribuição do Brick de Desapegos para a cidade está no protagonismo de sua idealizadora e no apoio ao empreendedorismo feminino. Há 10 anos, a publicitária Natália Guasso fez de um desapego pessoal um negócio que acabou se transformando em uma grande feira de moda sustentável e circular, com impacto social e ambiental. Mais do que organizar um evento de moda, Natália incentiva e orienta as empreendedoras a fazerem suas iniciativas decolarem, com dicas e mentorias.

Histórias que nasceram no Brick

É o caso, por exemplo, da advogada Márcia Olmedo. Em 2014, ela que nunca havia frequentado um brechó, acabou participando de uma edição do Brick para vender suas próprias peças e tentar ganhar alguma renda. Acabou vendendo tudo e fez do Brick de Desapegos uma faculdade. Aprendeu sobre moda sustentável, aderiu ao Fashion Revolution e foi conquistando cada vez mais espaço e experiência até que, em 2018, abriu sua própria loja, a Tienda Brechó, na Protásio Alves, ao lado do marido Adriano Claro. “Tenho uma relação de amor com o Brick de Desapegos. A Natália me ensinou muito”, reconhece Márcia. O brechó estará na edição especial do dia 19 de dezembro como expositor, além de outros convidados. Um dos diferenciais é ter introduzido a moda masculina nos brechós, um sucesso entre homens e mulheres, reforçado pelo slogan da marca #roupanãotemgênero.

Uma das histórias que mostra o papel mobilizador do Brick de Desapegos e de sua fundadora ocorreu durante a pandemia. No início, em 2020, com tudo fechado, os brechós não tinham sequer de onde adquirir as peças. Natália então fez a ponte entre o Tienda Brechó, que também tem um atacado de roupas usadas, com os pequenos brechós de Porto Alegre, que puderam ir até lá e garimpar moda para poder revender. A iniciativa acabou dando fôlego aos pequenos negócios de moda sustentável no momento mais difícil da pandemia. Natália também criou a feira on-line quando o evento não podia ser presencial, e atraiu até iniciativas de fora do Estado, que participavam de lives de vendas pelas redes sociais.

Foi assim, em uma edição on line do Brick de Desapegos, que a professora Tatiana Marques deu seus primeiros passos nesse universo. Depois do nascimento da filha mais nova, em 2019, Tatiana decidiu não voltar mais a dar aulas. Em casa, criou uma marca de camisetas subversivas chamada Coleção de Protesto, mas, durante a pandemia, o negócio não decolava. Depois de assistir uma live do Brick com uma jovem que resolver abrir um brechó durante a pandemia, ela se inspirou. “Eu me inscrevi na edição digital, e, com a orientação da Natália, postei peças, fiz live, participei de mentorias e as ideias vinham ao vivo. Adotei o nome Rotina Repentina para marcar esse novo jeito de consumir e este ano aluguei uma sala no Bairro Bonfim e agora tenho um brechó que atende com hora marcada”, conta Tatiana.

Essas histórias que se multiplicam vão ganhar ainda mais força em 2022. Natália vai criar a Escola do Brick de Desapegos, para continuar repassando tudo que aprendeu sobre moda sustentável e circular e, com aulas e mentorias de forma sistematizada, continuar apoiando mulheres a desenvolver o empreendedorismo, a ter uma fonte de renda e a tornarem-se cada vez mais protagonistas de seus negócios e de suas vidas.

Quem quiser conhecer mais a iniciativa ou expor nas edições do Brick de Desapegos, pode solicitar informações diretamente pelo email: contato@brickdedesapegos.com.

Confira a agenda dessa edição dupla:

Brick de Desapegos 10 anos & Senac
18 de dezembro
Casa de Cultura Mário Quintana
11 às 20h
30 expositores
Lounge Senac & Desfile
Entrada Franca

Brick de Desapegos 10 anos
19 de dezembro
Rua João Telles
11 às 20h
50 expositores
Entrada Franca

10 anos de histórias do Brick de Desapegos:

2011 – Primeira edição do Brick – Uma pequena feira entre amigas no Dub Stúdio.

2012 – Brick de Desapegos no Thippos Léo Zamper.

2013 – Brick de Desapegos se muda para o Ocidente e realiza sua 1ª edição no Casarão ocupando uma parte da histórica da casa noturna.

2015 – O Brick cresce e toma conta de todo o Ocidente com mais de 80 expositores. Nesta edição, a comemoração ocupou não só o Ocidente, mas também a rua João Telles. Foi a primeira vez que a rua foi fechada!

Em agosto de 2015, o Brick lançou uma edição EXTRA itinerante. A primeira edição foi no Galpon. As edições EXTRAS do Brick começaram a fomentar o debate, a reflexão sobre o desapego, consumo e sustentabilidade.

A partir de agosto, então, o Brick começa a realizar duas edições por mês em diversos espaços da cidade.

Uma das edições extras de destaque em 2015 foi feita em parceria com a feira Tô na rua + Lou Loux na Praça Garibaldi. É a primeira vez que uma feira da economia criativa promove uma edição em uma Praça. A feira foi recheada de atrações culturais, shows e serviços.

2016 – O Brick é convidado especial do Senac Fashion Day de Canoas e realiza uma feira superespecial em parceria com o SENAC.

É em 2016 que a edição mensal se muda de casa e passa uma temporada no Solar Coruja, no Centro Histórico de Porto Alegre.

Neste mesmo ano, o Brick começa sua parceria com o Fashion Revolution, que se mantém até hoje. Anualmente, faz parte da programação.

Também firmou parcerias com a Semana Lixo Zero e o Curso de Design de Moda da Faculdade Senac, realizando edições com muitos conteúdos gratuitos.

2017 – Foi realizada mais uma super edição em parceria com o Curso de Design de Moda da Faculdade Senac, com desfile. Mais de 5.000 pessoas passaram pelo evento na Casa de Cultura Mário Quintana.

É em 2017 que o Brick lança a TOUR desapegos! A primeira cidade da TOUR foi Canela! Em 2017, a feira chegou a São Leopoldo e Gramado.

2018 – O Brick realiza sua primeira edição no litoral. Torres recebeu a feira em uma edição superespecial com mais de 15 expositores. Logo depois o Brick foi também para Atlântida.

Em 2018, foi realizada uma edição em parceria com a Virada Sustentável, com um bate-papo com a Marina Colerato do Modefica.

A Tour Desapegos passou por Caxias do Sul, Guaíba, Bento Gonçalves e mais uma vez em Canela!

Um dos grandes destaques de 2018 também foi realizar uma edição especial com brechós e conteúdo no Iguatemi!

2019 – O Brick lança as edições pocket em cafés de POA. Todas as quartas havia um Brick em algum café da cidade! É em 2019 que o Brick de Desapegos realiza 100 edições!

2020 – O Brick se reinventa e começa a realizar edições on-line via Instagram! Foram promovidas parcerias com a Feira Me Gusta e o Sebrae. Foram 16 edições on-line e mais de 150 lives entre vendas e conteúdo.

2021 – O Brick vira uma feira híbrida com transmissões ao vivo das feiras e segue realizando feiras on-line. Em dezembro, comemora 10 anos de história com uma edição dupla na Casa de Cultura Mario Quintana, no dia 18 de dezembro, e na Rua João Telles, no dia 19.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar