Procedimentos estéticos exigem cuidados após a intervenção

Resultados mais eficazes dependem de uma rotina de cuidados com a pele

Dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) apontam os cinco procedimentos não cirúrgicos mais populares atualmente: toxina botulínica, ácido hialurônico, remoção de pelos, redução de gordura não cirúrgica, e fotorejuvenescimento. De acordo com o último censo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o número de cirurgias estéticas saltou de 459 mil em 2014 para 1,05 milhão em 2018.

Embora seja possível fazer qualquer tratamento estético em qualquer estação do ano, o período que antecede o verão é sempre mais indicado por dermatologistas. Além da menor incidência dos raios solares, as roupas são mais fechadas e as pessoas ficam menos expostas às atividades ao ar livre. Mas, o resultado ainda mais eficaz vem dos cuidados após os procedimentos. “O paciente deve seguir à risca uma rotina de cuidados com a pele logo depois de fazer laser, peeling, microagulhamento, entre outros. Isso porque, geralmente, a pele fica sensível, avermelhada, com descamação e a barreira de proteção comprometida, necessitando de cuidados especiais”, conta a dermatologista Cintia Cavalin, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Ela afirma que os cuidados incluem uso diário e obrigatório do filtro solar, bastante hidratação e suspensão do uso de alguns produtos que podem agredir a pele. Veja quais os principais cuidados recomendados pela doutora Cintia:

·         Limpeza facial delicada: o dermatologista irá indicar os melhores produtos para a pele antes e após o procedimento estético. Ao fazer a limpeza diária, evite esfregar o rosto com buchas, escovas faciais ou toalhas;

·         Hidratação: aqui, é fundamental que seu dermatologista receite o melhor hidratante. “Cada tratamento é diferente, e as pessoas possuem textura de pele diferentes. Por isso, a avaliação e recomendação do dermatologista é fundamental para preservar a barreira de proteção e o microbioma da pele”, conta Cintia;

·         Proteção solar com filtro de FPS alto;

·         Uso de barreiras físicas, como chapéus e óculos.

A doutora Cintia explica que um dos pontos para escolher o melhor procedimento é prestar atenção nos cuidados logo após. “São diversas opções disponíveis e entender o tempo de recuperação e como a paciente deve portar para evitar manchas e cicatrizes é fundamental”, completa a médica.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar