Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma, aponta estudo

Declínio do risco poe chegar a 73%

A atividade física é fundamental para a saúde global. Mas, o que você pode não saber é que aqueles que fazem atividades físicas com intensidade moderada a intensa, têm menos risco de desenvolver o glaucoma. Essa foi a conclusão de um estudo feito pela Universidade da Califórnia, publicado pela American Academy of Ophthalmology (AAO).

Os pesquisadores relataram um declínio de 73% no risco de desenvolver a doença entre os participantes do estudo mais ativos fisicamente, em comparação aos que eram menos ativos.

“Embora anteriormente o estilo de vida não era considerado um fator importante para prevenir o glaucoma, as evidências mais recentes mostram que o exercício físico ajuda a controlar a pressão intraocular (PIO), principal fator de risco para a patologia”, comenta Dra. Maria Beatriz Guerios, oftalmologista especialista em glaucoma”.

Cegueira irreversível

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Dados da Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), apontam que o glaucoma afeta 2 milhões de pessoas com mais de 40 anos no país. A estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que, em 2040, surgirão mais de 112 milhões de novos casos de glaucoma, graças ao envelhecimento da população.

“Glaucoma é o nome dado a um grupo de neuropatias óticas degenerativas e progressivas. Trata-se de uma doença ocular causada por danos no nervo óptico. O glaucoma é caracterizado pela degeneração das células ganglionares e das camadas de fibras nervosas da retina. O resultado desses danos é a perda irreversível da visão”, explica Dra. Maria Beatriz.

A principal maneira de prevenir o glaucoma é medir a pressão intraocular (PIO), principalmente após os 40 anos. Isso porque é o aumento da PIO que dá início ao processo de degeneração do nervo óptico.

O que realmente conta

O lado positivo do estudo é que não é preciso correr uma maratona para ter os benefícios da atividade física na saúde ocular. A recomendação é dar 7 mil passos por dia, o que equivale a aproximadamente 30 minutos diários de caminhada. O ideal é realizar durante 5 dias da semana, de forma moderada a intensa.

“Outra descoberta do estudo é que na medida em que a pessoa aumenta a intensidade e o tempo gasto na atividade, a redução do risco de ter glaucoma é ainda maior. Portanto, para quem gosta de praticar corrida, por exemplo, é uma ótima notícia”, comenta a especialista.

Alerta para quem tem glaucoma

Mas, Dra. Maria Beatriz chama a atenção de quem já tem o diagnóstico de glaucoma. “Embora a atividade física seja um fator de proteção contra o glaucoma, quem já tem o diagnóstico, deve ter cuidado na escolha do tipo de exercício”, alerta.

“Isso porque algumas atividades, como yoga e treinos de força, por exemplo, podem afetar o fluxo sanguíneo e aumentar a pressão intraocular. Assim, o ideal é sempre conversar com o oftalmologista, que vai orientar sobre a melhor atividade física para cada paciente”, ressalta Dra. Maria Beatriz.

Para começar, uma caminhada leve pode fazer muito bem para os olhos e para o coração, literalmente!

Dica: Há muitos aplicativos gratuitos para celular que medem a quantidade de passos dada por dia. Essa é uma maneira de medir quantos passos você dá por dia.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar