Saúde Vascular exige acompanhamento médico para evitar complicações graves

O isolamento social, necessário devido a pandemia da Covid-19, tornou as pessoas mais suscetíveis a problemas vasculares. Os maus hábitos, como ficar muito tempo sentado e não praticar atividades físicas rotineiras, são comportamentos que foram acentuados e que merecem atenção, já que contribuem para agravar diversos tipos de doenças, entre elas a Trombose Venosa Profunda (TVP).

É necessário estar atento aos sinais de que a saúde não vai bem. Para o médico angiologista e cirurgião vascular, diretor do Instituto de Angiologia e Cirurgia Vascular de Curitiba (IACVC) e presidente da Universidade Corporativa da Associação Médica do Paraná (AMP), Dr. José Fernando Macedo, ao sentir dores e cansaço nas pernas, perceber o surgimento de varizes ou feridas que não cicatrizam, é importante procurar um especialista para realizar a consulta.

O angiologista reforça que a campanha do Agosto Azul e Vermelho, criada pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), foi criada justamente para alertar a população sobre a importância de hábitos preventivos e acompanhamento médico. Em vídeo, Macedo elenca alguns dos principais cuidados: “É fundamental que as pessoas tenham uma alimentação balanceada sem excesso de gorduras, pratiquem exercícios físicos com regularidade e busquem auxílio médico quando necessário.”, reforça.

Entre as doenças vasculares mais comuns, está a Insuficiência Venosa Crônica (IVC), trombose, varizes, varizes reticulares, aneurismas, dislipidemia (colesterol /triglicérides alto), doenças das carótidas que causam o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP).

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar