Cirurgião Plástico Luiz Haroldo Pereira alerta sobre fotos de antes e depois nas redes sociais e explica riscos

Um estudo publicado no Journal of the American Society of Plastic Surgeons tem deixado muitos médicos preocupados. A pesquisa, feita em 2020, aponta que as redes sociais se tornaram um método de busca de profissionais para as pessoas que desejam realizar algum procedimento estético.

De acordo com o estudo, o perfil do profissional no Instagram está servindo de currículo e fator de escolha decisivo nesse contexto. Os usuários olham apenas as fotos e vídeos, mas não necessariamente prestam atenção às informações relevantes como formação, especialização e experiência.

Para o Dr. Luiz Haroldo Pereira, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, esses dados são alarmantes, já que muitos casos de erros em procedimentos cirúrgicos ocorrem devido a uma perigosa combinação de sociedades médicas clandestinas, pacientes desinformados e a ânsia por um corpo impecável:

 “O desejo de obter beleza a qualquer custo pode ter resultados gravíssimos. Além de ser uma conduta proibida a médicos, de publicar fotos de pacientes, mesmo que com a autorização deles, muitos profissionais antiéticos usam essas imagens de antes e depois com o intuito de atrair novos clientes com promessas irreais, sem o mínimo de preocupação com a segurança do paciente. Além disso, há o risco dessas imagens não serem verdadeiras, visto que hoje em dia estamos sendo contaminados por fake News e pessoas golpistas querendo se aproveitar dos outros. É necessária muita cautela e paciência na decisão de se submeter a um procedimento estético”.

O médico, pioneiro na lipoaspiração no Brasil, reforça a necessidade de procurar profissionais qualificados na hora de realizar cirurgias plásticas e procedimentos invasivos:

“A busca por um médico, neste caso em especial, o cirurgião plástico, jamais deve ser feita através das redes sociais. Número de seguidores não comprova capacidade e formação. Ao procurar um cirurgião plástico, o melhor caminho é ter referências. Independente do tipo de cirurgia, esteja ciente que está com um cirurgião responsável e de qualidade, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Converse com os pacientes que já passaram pelas mãos do cirurgião, confira os resultados na medida do possível e faça a escolha certa.”

Dr. Luiz Haroldo finaliza alertando ainda sobre os preços dos procedimentos: “O barato sai muito caro: Cuidado! Muitos pacientes tendem a escolher um profissional sem ao menos pensarem nos motivos que o tornaram barato, por apenas pensarem no resultado final. Não acredite em tudo que você lê ou vê por aí. Jamais deixe de lado a checagem necessária”.

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar