Como o sal nos leva a consumir mais besteiras

A gordura e o sal proporcionam maior sabor aos alimentos. Estes alimentos liberam substâncias chamadas opióides que aumentam a sensação de ânimo, prazer e recompensa. Desencadeando uma cascata que faz o cérebro pedir por mais gordura e sal. Muitos alimentos ricos em gorduras saturadas, como os embutidos e frituras, estão acompanhados de sódio na sua preparação. Elevando a sensibilidade a este estado de prazer gerado por alimentos. Toda comida prazerosa pode inibir a resposta de saciedade, levando ao maior consumo destas. Isso ocorre devido à liberação de substâncias químicas geradas no intestino que inibem a resposta de saciedade que é levada ao cérebro. Como o sal eleva a palatabilidade e sensação de prazer gerada pelo alimento, com o tempo o seu consumo elevado gerará as respostas de “vício”, o que torna comum para o cérebro pedir mais por alimentos que geram esta sensação. Todos os produtos industrializados devem conter a informação de sal na lista de ingredientes, e a quantidade de sódio na tabela nutricional. Ele pode aparecer na lista de ingredientes como, glutamato monossódico, sacarina, cloreto de sódio (sal), bircabonato de sódio, ciclamato e aspartame. Muitos alimentos industrializados com sabor doce e os alimentos diets, fazem a retirada do açúcar, porém acrescentam no seu lugar o sódio. Outro alimento que se deve ficar atendo são os adoçantes industrializados que contém muitas vezes na sua composição uma quantidade elevada de sódio.

Por isso no final sempre tenha em mente que é melhor descascar mais e desembalar menos, cuidando da adição de sal nas preparações. Segundo a Organização Mundia da Saúde (OMS) não devemos ultrapassar o consumo de 5g/dia de sal ou 2000mg/dia de sódio.

 

Te desejo sempre mais e mais saúde!

 

Ketlyn Dalagnol

Nutricionista Esportiva e Funcional

CRN – 8760

Comece a digitar e pressione o Enter para buscar