Dra. Ailane Araujo em entrevista sobre Cannabis Medicinal “pode ser usada para pacientes com tratamento de câncer” – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Dra. Ailane Araujo em entrevista sobre Cannabis Medicinal “pode ser usada para pacientes com tratamento de câncer”

Especialista no assunto, Dra. Ailane Araujo explica como começar o tratamento com remédios à base de CBD

Especialista no assunto, a Dra. Ailane Araujo, referência em medicina canabinoide no Brasil, pontuou que “já existem mais de 6.000 resultados de pesquisas sobre o canabidiol publicados no site da PubMed (o maior site de artigos científicos no mundo)”.

Ainda de acordo com a profissional, o método pode promover benefícios em pacientes de doenças mentais e até mesmo em pacientes oncológicos.

Confira a lista que a médica elencou:

  • Alivia dores – Por atuar em receptores da dor do tipo vanilóides.
  • Antiinflamatório – Inibe substâncias pro-inflamatórias como cicloxigenases e lipoxigenases.
  • Reduz Ansiedade – Efeitos ansiolíticos e antidepressivos, facilitando a transmissão serotonérgica, através da ativação de receptores de serotonina do tipo 5-HT1a.
  • Ajuda a combater o câncer – Efeito antitumoral através de ações repressoras da transcrição, que controlam a proliferação celular e diferenciação através da Metilação do DNA.
  • Trata convulsões e outros distúrbios neurológicos – Envolve a regulação da transmissão do GABA e do glutamato.
  • Alivia Náusea – Possui efeito antiemético, importante para tratamentos de quimioterapia, pacientes HIV +
  • Tem efeitos antipsicóticos – Devido ao Acúmulo do endocanabinoide Anandamida.

Em entrevista exclusiva para site Afina Dra. Ailane Araujo ainda desmistificou a semelhança que muitos apontam entre maconha e CBD e, com tudo sobre isso esclarecido, explicou como uma pessoa pode ter acesso ao tratamento com canabidiol.

Vale ressaltar que a médica atua com o tratamento de Cannabis associado a outras abordagens, como medicina integrativa, ozonioterapia, soroterapia, modulação hormonal, terapia neural, medicina quântica e medicina antroposófica.

Confira o bate-papo completo:

O canabidiol tem efeitos psicoativos?

A evidência, até agora, indica que o CBD não afeta os receptores canabinoides diretamente, mas atua no organismo alterando as atividades dos endocanabinoides que produzimos. Os receptores estão distribuídos em praticamente todo o corpo, levando a efeitos na medição da dor, inflamação, sono, digestão, humor, percepção ou comportamento.

Consideramos que o CBD tem efeitos psicoativos por ter ação direta no sistema nervoso central, mas não tem ações intoxicantes como o THC. Ele possui impacto na química cerebral, mas pouco – ou nenhum – efeito intoxicante.
Além disso, já provou ser muito benéfico para o controle de algumas condições como esquizofrenia, dependências químicas, ansiedade, depressão entre tantas outras patologias.

Assim, podemos dizer que ele não aumenta o desejo, ou a compulsão, como vemos no abuso de drogas. Pelo contrário, ele ajuda na redução da fissura, diminuindo o desejo e contribuindo para a redução do consumo.

A droga recreativa conhecida popularmente como maconha, que nada tem a ver com o canabidiol, tem efeitos maléficos?

O THC é um fitocanabinoide da planta Cannabis, que também está presente, em bem maiores concentrações, na Maconha. Ele possui efeitos efeitos intoxicante quando utilizado em altas doses.

Quando fumado, em poucos minutos, leva a efeitos como euforia leve, distorção do tempo, espaço e do senso de organização do próprio corpo, desorganização dos processos mentais, distúrbios de memória, falta de atenção e as pessoas que têm tendência a esquizofrenia, surtos psicóticos ou pânico podem desencadear surtos e agravar quadros dessas patologias.

Existem estudos que dizem que os efeitos do canabidiol não seriam tão diferentes dos de outros analgésicos como a codeína, como você vê essa afirmação?

O canabidiol ajuda na redução da dor, principalmente se for de origem inflamatória. Pacientes que iniciam o tratamento com cannabis medicinal relatam ter uma diminuição significativa de dores. O resultado é tão bom, que conseguimos fazer o desmame dos opioides, como é o caso da codeína.

Como uma pessoa pode ter acesso aos medicamentos à base de CBD?

Para ter acesso aos medicamentos, o paciente precisa passar em consulta com um médico autorizado e capacitado para prescrever a cannabis medicinal, que o avaliará e o acompanhará durante o tratamento.

Quando o médico receita, onde o paciente pode comprar o medicam

Dra. Ailane Araújo, foto por Moises Pazianotto

ento?

Existem duas formas: a primeira é indo à farmácia após passar em consulta com o médico prescritor. Para a compra, é necessário apresentar a receita azul ou amarela, dependendo do composto pedido pelo profissional. Infelizmente, essa opção de comprar diretamente na farmácia pode ser mais difícil, porque há poucos produtos nas lojas brasileiras. São apenas três no total.

Uma segunda forma de comprar é através da importação! Como funciona?

Após o médico prescrever o produto na receita comum, o paciente entra no site do governo federal e efetua seu cadastro, solicitando autorização para importação de produtos a base de canabidiol. A autorização costuma chegar em torno de 14 dias. Quando isso acontecer, a orientação é que o paciente entre no site da empresa e, enfim, efetue a compra do produto. O remédio costuma chegar em, aproximadamente, três semanas.

Restou alguma dúvida sobre o assunto? Acompanhe a Dra. Ailane nas redes sociais! @dra.ailanearaujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *