Em busca da make perfeita: 7 situações que todas as iniciantes em maquiagem já passaram – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Em busca da make perfeita: 7 situações que todas as iniciantes em maquiagem já passaram

A influenciadora Lívia Sampaio lista alguns dilemas comuns entre as mulheres que começaram a explorar o universo das makes

Uma make poderosa requer muita, muita prática. Sendo assim, é comum que as mulheres que conheceram recentemente o mundo da maquiagem ainda precisem melhorar suas habilidades e estar por dentro das técnicas que garantem os melhores resultados.

“Gosto de ressaltar que ninguém nasce sabendo, e isso vale para qualquer coisa na vida, não só para a make. A prática leva à perfeição, e é somente testando produtinhos, truques e maneiras de usar cada pincel que você entenderá como cada técnica funciona no seu rosto, favorecendo seus traços e realçando a beleza de cada uma”, afirma a influenciadora Lívia Sampaio.

Ela lista sete situações que praticamente todas as iniciantes em maquiagem já viveram. Mas fique tranquila caso seja o seu caso: é questão de tempo até que você vire uma expert. Acompanhe a seguir!

Confundir a ordem dos produtos

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou com dúvida sobre qual produto aplicar primeiro na pele: base ou corretivo? Aliás, muita gente que começou a se interessar por make não sabe que é importante começar pela make dos olhos, para que não tenha chance de borrar a pele já preparada.

“Para quem está acostumada com o passo a passo, a ordem dos produtos já aparece automaticamente na memória. Mas para quem está iniciando no universo da make, é normal ter que tirar o delineador porque o aplicou antes da sombra, por exemplo”, pontua.

Não saber usar os pinceis

É comum as mulheres ficarem perdidas com a variedade de pinceis de maquiagem disponíveis no mercado. Lívia elenca os essenciais para conquistar uma make incrível.

“Não é preciso ter um milhão de pinceis para conseguir um resultado poderoso. A esponjinha e o pincel kabuki servem para aplicar a base, enquanto um pincel mais fofo é o ideal para o pó compacto. Existe também um modelo pensado para o blush, mas que também funciona para fazer contorno. Para finalizar essa parte de pele, tem um pincel de iluminador super prático também”, lista.

“Para a parte dos olhos, há um pincel específico para esfumar, além do chanfrado, que é indicado para fazer sobrancelha e delineado”, acrescenta.

Ter dificuldade em fazer contorno

Realmente fazer contorno quando você ainda não sabe muito sobre make pode se tornar um grande desafio. No entanto, existem algumas regrinhas práticas que te ajudam a conquistar o efeito desejado.

“Antes de tudo, você vai precisar de um corretivo em um tom mais escuro de sua pele. Tente mapear os pontos do rosto onde deseja causar um efeito de profundidade. Na sequência, aplique o corretivo nas laterais do nariz, nos cantos da testa, nas linhas abaixo da maçã do rosto e até mesmo na mandíbula. Por fim, é só esfumar até que a linha marcada suma e dê lugar a um sombreamento natural”, ensina a influencer. “Mas atenção: é preciso conhecer o formato do seu rosto, já que cada um pede técnicas específicas.”

Se contentar com um delineado simples porque nunca acerta o “gatinho”

Um dos maiores sonhos das menos experientes é aprender a desenhar o clássico delineado “gatinho”.

“É normal sentir dificuldade de acertar em um delineado mais caprichado e até mesmo na hora de igualar cada olho. Mas com a prática, tudo fica mais simples. Para fazer o ‘gatinho’, existem diversas maneiras diferentes: usando grampo, fita adesiva e até carimbo. Não tenha medo de investir no modo que for menos complicado para você”, aconselha.

Nunca acertar os tutoriais da Internet

Um dos primeiros contatos das entusiastas de make com os famosos truques é por meio de tutoriais na internet. Por isso, depois de assistir a alguns vídeos, é normal bater uma confiança a mais para tentar reproduzir algum look que ficou perfeito naquela blogueira que você gosta de acompanhar.

“Como nem sempre a realidade corresponde à expectativa, o resultado pode não chegar nem perto do esperado nas primeiras tentativas. Portanto, é preciso paciência. Nada melhor que usar esses primeiros erros para ganhar mais experiência em uma próxima tentativa”, garante Lívia.

Escolher o tom certo da base e do corretivo

Não tem mistério: mesmo que seja um verdadeiro problema para algumas, o segredo de escolher a base e o corretivo perfeitos é testar. “Sempre teste a cor da base no rosto, no pescoço e no colo. Nada de testar na mão ou em um único ponto do rosto”, orienta. “Além disso, é importante esperar a base secar para ver a cor real dela.”

Já o tom do corretivo deve ser escolhido de acordo com a sua finalidade na make. “O corretivo verde neutraliza tonalidades avermelhadas, como marcas de acne e pequenas inflamações. O amarelo, por sua vez, ameniza os tons arroxeados, principalmente as olheiras. Então, nem sempre o melhor corretivo é aquele com o tom mais claro que o da sua pele.”

Acabar sempre com a mesma maquiagem por medo de errar

Às vezes, uma ocasião especial pede uma maquiagem mais incrementada. No entanto, por conta da falta de prática, as iniciantes têm receio de arriscar.

“Técnicas mais elaboradas como o esfumado, cut crease e strobing podem parecer complicados, mas não são nenhum bicho de sete cabeças. Pode ser mais confortável ficar naquela maquiagem básica, até porque estamos sempre na correria do dia a dia e não temos tanto tempo assim para fazer e refazer a maquiagem toda hora. Mas sempre que possível, treine bastante”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *