Respeito: essencial como o amor, vital para as relações – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Respeito: essencial como o amor, vital para as relações

Respeitar o outro é a chave do sucesso para uma relação harmoniosa e duradoura, revela o PhD, neurocientista e filósofo Fabiano de Abreu. Saiba como um vocábulo tão simples deve ser essencial para a vida de qualquer casal.

Respeito: Segundo o dicionário, substantivo masculino. Palavra originada do latim respectus,ūs. Que quer dizer ‘consideração, atenção’. Vocábulo tão singular, mas que assume um intenso significado nos dias atuais.

Um termo tão comum, faz parte do vocabulário de qualquer pessoa, mas que nesta terceira década do século XXI vai muito além dos sentidos publicados nos glossários. Tal termo define um dos sentimentos mais importantes para uma vida em harmonia em tempos tão difíceis, define o PhD, neurocientista e filósofo Fabiano de Abreu.

A humanidade vive um tempo de igualdade. Todos têm os mesmos direitos e obrigações. E isso se aplica também nas relações afetivas. Conforme lembra Fabiano, “há que se cuidar de um elemento tão importante quanto o amor nas relações, o respeito”.

Este sentimento se fortalece por meio das condutas diárias, e ele se soma ao afeto na construção de um relacionamento sólido e agradável, detalha Abreu. “Quando as partes estão envolvidas emocionalmente com a verdade do amor que sentem, nenhum dos dois necessitam buscar fora, ou seja, em uma outra pessoa qualquer alento ou complemento. Ninguém cobra, nem proíbe nada de ninguém, porque se ofertam mutuamente o que é essencial: amor”, reforça.

O segredo para uma união duradoura está baseado nesta palavra tão simples, e ao mesmo fundamental, destaca o neurocientista: “O respeito pela relação está na lealdade do sentimento. Isso é intrínseco ao amor. Quando temos responsabilidade afetiva, a constância emocional nos chega com naturalidade e espontaneidade. Não precisamos ser lembrados pelo outro, muito menos cobrados de algo que é tão necessário para a qualidade e saúde de qualquer relacionamento. Mas só amor não basta, só sexo não satisfaz. Se assim fosse, todos os relacionamentos dariam certo”.

Para quem deseja sucesso em uma vida a dois, o conselho do neurocientista é, primeiramente, entender que uma relação nunca será perfeita, mas com o devido respeito ela tem tudo para ser harmoniosa e saudável: “Não existe perfeição, mas o respeito existe e esse deve ser o ponto de acordo entre os dois. Tudo aquilo que tratamos com cuidado e carinho, dura. Os vínculos que atravessam o tempo, que ganham profundidade, trazem como espinha dorsal o respeito, a admiração, o carinho e o cuidado”.

Em tempos onde tantas relações se iniciam e acabam tão rapidamente, a chave para algo duradouro está exatamente na aplicação prática dessa expressão tão importante, orienta Fabiano: “Respeite a pessoa que você escolheu para viver ao seu lado, dê a ela a segurança e o respeito que ela merece. Que você será muito mais feliz sendo livre para fazer o que quer e ir para onde precisar e desejar sem sentir que precisa proibir, monitorar, stalkear, ou duvidar. Quando você respeita a pessoa que está ao seu lado, a única coisa que você deseja é que ela te respeite também, mas respeito não se cobra, se tem ou não, e se não há respeito na relação, mesmo que você tente proibir, que você queira controlar, a única coisa que você vai conseguir é se magoar e machucar o outro com a sua insegurança”.

Para quem deseja o contrário, ou seja, terminar um relacionamento, a melhor conduta é, ainda com respeito ao outro, concluir este capítulo em sua vida: “O melhor é deixar que o outro faça o que ele tem vontade, e se a vontade do outro for te desrespeitar é só acordar para a verdade: não é amor. Encerre esse ciclo, vire a página e siga em frente. Certamente o destino se incumbirá de colocar outra pessoa no seu caminho que te respeite e te ame de verdade!”, completa Fabiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *