Quando se consultar com um endocrinologista? – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Quando se consultar com um endocrinologista?

Bruna Manes, médica e especialista em endocrinologia, alerta em quais situações se deve procurar essa ajuda médica

É essencial termos uma atenção maior com a nossa saúde e em tempos realizar um exame geral para sabermos se o nosso organismo está bem. E presente nas atividades corporais, os hormônios são substâncias químicas secretadas pelas glândulas endócrinas e lançadas na corrente sanguínea em pequenas quantidades.

 

Quando apresentado alguma desordem, precisa de uma atenção especial: então é hora de buscar uma consulta com o endocrinologista. A função desse especialista é fundamental, pois é esse médico que vai cuidar das alterações hormonais que desequilibram o funcionamento do organismo.

 

Para saber identificar e, posteriormente, procurar ajuda especializada, Bruna Laudano Manes, médica especializada em endocrinologia e modulação hormonal e ortomolecular, alerta os principais sinais que o corpo apresenta. “Quando o indivíduo começa a ter sede excessiva, cansaço, sobrepeso ou perda de peso rapidamente, alterações menstruais, alterações de sono, calores excessivos e apresentar manchas escuras em dobras pelo corpo, é preciso ter atenção e se consultar o quanto antes, pois deixar de lado pode trazer outras consequências para a saúde”, alerta.

 

Além dos hormônios, o endocrinologista também é responsável por cuidar do metabolismo humano. Como eles andam lado a lado, o endocrinologista realiza uma investigação detalhada sobre causas e consequências dos distúrbios hormonais e das síndromes metabólicas durante o exame e assim consegue diagnosticar o melhor tratamento. Para isso poder acontecer existem alguns exames mais indicados pelos profissionais e a médica Bruna Manes detalha eles.

“Geralmente pedimos exames da glicemia de jejum, hemoglobina glicada, TSH e T4 livre (ambos ligados a tireóide ); lipidograma 9 dosagem de colesterol total, LDL, HDL e triglicerídeos); dosagens dos hormônios sexuais (testosterona, estradiol, progesterona) e exame para diagnosticar uma Menopausa (FSH E LH)”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *