Monocromático: como compor com apenas uma cor sem errar – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Monocromático: como compor com apenas uma cor sem errar

Variar entre textura de tecidos e tonalidades estão entre as dicas da influenciadora de moda Juliana Cunha

Elegância e sofisticação são sinônimos de uma tendência que conquistou os corações das fashionistas: o monocromático. Com a predominância de apenas uma cor ou variações de suas tonalidades, as combinações seguindo essa lógica costumam transparecer um visual mais minimalista, porém sem perder o impacto.

Apesar de inicialmente parecer simples compor looks com a apenas uma cor, a influenciadora em moda Juliana Cunha aponta a necessidade de conhecer bem quais cores favorecem a pessoa e como elas podem ser utilizadas sem que o visual fique chapado ou até mesmo sem graça. “Para quem tem dúvidas, os visuais all black ou all white são os mais seguros, visto que essas cores por serem neutras costumam ser mais fáceis de ornar entre si, além de um clássico”, comenta.

Para afastar a ideia de um visual muito básico, Juliana Cunha ensina que o truque é mesclar tecidos com texturas diferentes, tais quais couro com linho e cetim com jeans, por exemplo. “Outra forma de versar uma mesma cor é desmembrar suas variações e explorar as diversas tonalidades, indo desde as mais claras, até as mais escuras”, pontua Juliana Cunha.

Se você está sem tempo ou simplesmente não quer pensar muito, as peças únicas são maneiras simples, práticas e certeiras de apostar no monocromático. “Os acessórios podem ser complementares com a mesma paleta de cor. Além disso, procure escolher tons que valorizem seu tom de pele, cor dos olhos e do cabelo. A análise de colorimetria ajuda não apenas para essas composições de uma cor só, mas também para quem deseja ousar mesclando tonalidades opostas”, recomenda.

Nesta composição da influenciadora, são utilizados diferentes tecidos e caimentos para diferenciar as peças em branco. Da mesma forma, o blazer off white traz uma quebra de tom, sem sair da paleta escolhida. Pra fechar a composição, acessórios minimalistas e pontuais complementam o visual “menos é mais”.

Solução simples para quem quer arriscar no monocromático, mas não tem segurança em combinar, as peças únicas precisam ter além de uma cor que favoreça o tom de pele, um corte diferente para que a roupa, por si só, seja o destaque da produção.

O vestido verde escolhido por Juliana Cunha, por exemplo, possui um decote drapeado que favorece a região do colo, assim como os babados na saia acrescentam um ar mais trabalhado e sofisticado à peça, que é combinada com acessórios delicados.

Um conjunto que mescla vermelho sangue e tomate foi a opção da influenciadora para ousar em um visual marcante e ao mesmo tempo soft. Os detalhes do cós da calça pantalona, com caimento mais que trouxe alongamento para a silhueta, assim como os detalhes em amarração do top cropped foram os responsáveis por trazer profundidade à composição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *