Hormônio do Estresse – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Hormônio do Estresse

por Ketlyn Dalagnol

No último ano vivenciamos algo que foge completamente do nosso controle e que de uma forma direta ou indireta em algum momento ativou mais a nossa ansiedade e estresse.

O nosso corpo possui basicamente dois hormônios de estresse, adrenalina e o cortisol. Este último é o que relacionamos ao estresse crônico, ou seja, aquele de longo prazo. Na perda de peso ele exerce um papel crucial, pois quando elevado ele leva uma informação para todas as células de que seu metabolismo precisa desacelerar para que os estoques de energia que estão na sua reserva de gordura sejam preservados.

E porque ele faz isso? Muito simples. Na história da humanidade o único estresse de longo prazo que as pessoas passavam eram em situações de fome por escassez de alimentos e outras situações como guerra e desastres naturais. Convenhamos que hoje a maior parte da população não passa mais por situações extremas como estas, portanto, hoje, não precisamos tanto dessa sinalização do cortisol para salvar a nossa vida. Porém, o mecanismo continua o mesmo e ele é ativado por situações de estresse com o trabalho, preocupações financeira, de saúde, etc.

Quando começamos acumular gordura, e, por consequência, restringimos a comida e o valor calórico, somente confirmamos ao nosso metabolismo a escassez que mencionei acima.

E o que fazer para melhorar essa condição?

  • Respire

Nos temos dois diferentes sistemas, um que ativa os nossos sentidos de fuga e luta (Sistema Nervoso Simpatico) e outro que nos ajuda a descansar, relaxar que é o Sistema Nervoso Parassimpático. Nos não conseguimos controla-los com pensamentos conscientes, ou seja, você não os comanda. Porém, através da respiração temos a capacidade de influenciar o Sistema Nervoso Central.
Quando fazemos respirações curtas e superficiais, ativamos este estado de estresse e quando respiramos com o diafragma (movimentando a barriga para dentro e para fora), conseguimos sinalizar para o nosso corpo este estado de calma. Afinal, não seria possível você respirar desta forma se estivesse em real estado de perigo.
Portanto, é importante esse controle da respiração para diminuir os hormônios do estresse. Com a ativação deste sistema, conseguimos aumentar a sensação de felicidade e melhorar o sistema imune.

  • Cuidado com a cafeína

Muitos só se sentem “vivos” após o estímulo com alguma fonte de cafeína, seja ela café,  refrigerante a base de cola ou guaraná. Este estímulo constante no Sistema Nervoso Central, pode piorar essa questão do Cortisol. Eu recomendo diminuir a dose de consumo com o tempo e fazer substituições pelos chás.

  1. Além de tudo precisamos cuidar da nossa alimentação. Alguns alimentos podem ajudar a modular o cortisol, são eles:
  • Abacate
  • Oleaginosas
  • Semente de girassol
  • Semente de abóbora
  • Frutas cítricas
  • Vegetais verdes escuros
  • Tomate, batata inglesa
  • Chá verde

 

Muitas vezes não é fácil controlar o estresse e ansiedade, porém trazendo isso um pouco mais para pensamentos conscientes sobre as nossas atitudes, fazendo escolhas alimentares mais saudáveis e colocando em prática a técnica da respiração, conseguimos dar um suporte melhor para a nossa saúde.

Te desejo sempre mais e mais saúde!

 

Ketlyn Dalagnol

Nutricionista Esportiva e Funcional

CRN – 8760

Importante
Os textos de nossos colunistas não refletem necessariamente a opinião do Portal Afina Menina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *