Beleza natural: pouca maquiagem e tratamentos não-invasivos são tendência em 2020 – Afina Menina

Beleza natural: pouca maquiagem e tratamentos não-invasivos são tendência em 2020

Segundo especialista, pessoas têm buscado look mais natural e usado tecnologia para cuidados com cabelo e pele

O isolamento social tem causado uma mudança de comportamento também em relação à beleza. Famosas como Maisa Silva, Juliana Paes aderiram à transição capilar, assim como muitas outras mulheres têm apostado em realçar sua beleza natural, ao invés de investir em tratamentos invasivos, química e muita maquiagem.

Segundo Aline Caniçais, especialista dermatofuncional da HTM Eletrônica – empresa referência na fabricação de equipamentos estéticos -, com o fechamento das clínicas e salões de beleza, as mulheres têm buscado soluções mais práticas de beleza, que contribuam para autoestima de forma duradoura e sem procedimentos invasivos. “As pessoas têm investido em tratamentos que realcem a beleza natural e que dão aquele upgrades no corpo, na pele e no cabelo sem cirurgia e sem demandar muito tempo e esforço”.

Para a especialista, mulheres que procuram realçar a beleza natural podem recorrer aos procedimentos estéticos aliados a alta tecnologia. “Combinado à rotina diária de cuidados com a pele, alguns procedimentos podem colaborar muito nesse processo de melhorar a beleza de forma saudável e natural”, comenta. A dermatofuncional da HTM Eletrônica elenca abaixo os mais procurados neste período.

Veja mais  Dia da Mulher com palestras gratuitas no Shopping Jardim das Américas - Curitiba

Terapia capilar com LED e Laser Vermelho

Durante a quarentena, a transição capilar ganhou ainda mais espaço entre as mulheres que buscam também liberdade e empoderamento. Entre as terapias mais comuns para colaborar com a saúde capilar estão as tecnologias com laser, led, vapor de ozônio, entre outros. “A fototerapia com LED/Laser Vermelho, por exemplo, pode ser um grande aliado, o tratamento promove um aumento da circulação local, aumento do metabolismo folicular, com reativação do crescimento, bem como, volume e qualidade capilar”, explica Aline. A especialista ainda ressalta que assim como o cabelo sem alisamento, muitas mulheres no isolamento aderiram também os fios brancos, sem o uso de tintas e outras químicas.

Luz pulsada mantém aspecto da pele saúdavel

No lugar de muita maquiagem diariamente, a pele natural, saudável e radiante se tornou ainda mais comum. De acordo com Aline, para conseguir bons resultados é fundamental que os cuidados com a pele estejam em dia. “Hoje o mercado conta com diversas tecnologias que contribuem para o rejuvenescimento facial, hidratação e tônus da pele. O uso de procedimentos com a luz intensa pulsada, por exemplo, é específico para o rejuvenescimento e favorece a síntese de colágeno, como também atua na despigmentação das manchas. E, melhor, é realizado apenas a cada 30 dias” afirma.

Veja mais  Nova "lipoaspiração": criolipólise é a aposta para reduzir gorduras para o verão

Aline destaca que muitos pacientes se queixam do aumento de acne e espinhas pelo uso da máscara. “Nesses casos, a alta frequência facial – equipamento que realiza pequenas descargas elétricas na pele, produzindo ozônio – atua na melhora da oxigenação e nutrição das células, contribuindo com a remoção da bactéria que produz a acne, com a oxigenação e higienização da pele”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *