Dia Mundial do Diabetes: novo aplicativo auxilia a manutenção da saúde de pacientes que convivem com a doença – Afina Menina

Dia Mundial do Diabetes: novo aplicativo auxilia a manutenção da saúde de pacientes que convivem com a doença

A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que o número de pessoas com diabetes deve aumentar para 578 milhões em 2030 e para 700 milhões em 20451. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde2, de 2006 a 2016, houve um aumento de 60% no diagnóstico da doença, sendo que, em 2017, 12,5 milhões de pessoas já haviam sido diagnosticadas no país.

“A adesão ao tratamento e a educação sobre o diabetes estão entre os maiores desafios para o alcance do controle assertivo da doença. Esse cenário está fortemente associado aos piores desfechos para os pacientes e para o sistema de saúde como um todo” comenta Graziela Ferreira, Gerente Médica de Diabetes da Sanofi.

No Dia Mundial do Diabetes, celebrado em 14 de novembro, a Sanofi apresenta o Dits, aplicativo que oferece ainda mais precisão no dia a dia do manejo da doença, fortalecendo a importância do autocuidado e destacando as opções tecnológicas como contribuições para o empoderamento do paciente na sua jornada de saúde.

“No papel de parceria na jornada de saúde das pessoas, a Sanofi promove a construção ativa de soluções digitais que atendam às necessidades de médicos e pacientes para que todos se tornem cada vez mais donos do seu dia de saúde, contribuindo com novas possibilidades para garantir o cuidado preventivo e contribuir para que pacientes com diabetes possam viver bem e gerenciar sua condição”, informa Guilherme Andretta, gerente Cuidados Integrados da Sanofi.

Dits auxilia na adesão e adequação do tratamento insulínico, que é ajustado de acordo com a orientação médica individualizada. Disponível gratuitamente para smartphones com sistema operacional Android ou IOS, o aplicativo apoia o paciente com diabetes em três momentos importantes da rotina de cuidados contínuos: a alimentação, o controle da glicemia e a adesão ao tratamento. Na rotina de alimentação, é possível registrar com simplicidade o histórico de consumo dos alimentos, facilitando a gestão da dieta e a aplicação da insulina pós-refeições (bolus).

Veja mais  Fotógrafa ensina como fazer fotos perfeitas dos seus filhos

No controle da glicemia, é possível acompanhar no Dits o objetivo de controle glicêmico, as doses de insulina basal, bolus e das combinações de proporção fixa (insulina basal + agonista GLP-1), bem como o registro da ingestão de outros medicamentos. O paciente pode ainda programar alertas para lembrar os horários de uso dos tratamentos. Neste contexto, o Dits ainda contribui para o monitoramento de casos de hipoglicemia, auxiliando com as ações que devem ser tomadas para corrigir os níveis de açúcar no sangue.

Todas as informações ficam disponíveis na página inicial do aplicativo e os dados são atualizados em tempo real. Os usuários também poderão contar com uma linha do tempo especial de notícias e informações educacionais sobre diabetes. Segundo o estudo BINDER estudo, realizado a pedido da Sanofi em 43 cidades brasileiras com mais de 2,5 mil pessoas, apenas 44,2% dos participantes estavam dentro dos níveis glicêmicos esperados6. Se não adequadamente controlado, o diabetes pode causar o aumento da glicemia, cujas altas taxas podem levar a complicações cardiovasculares, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos7.

Referências
  1. International Diabetes Federation. IDF Diabetes Atlas – 9ª Edition. Disponível em: https://www.diabetesatlas.org/en/sections/worldwide-toll-of-diabetes.html. Acesso em 20 de outubro de 2020.
  2. Curso “Educando Educadores”. Secretaria de Estado da Saúde de Goiás. Disponível em: https://www.saude.go.gov.br/acesso-a-informacao/2-institucional/6972-02-10-2019.  Acesso em 16 de outubro de 2020.
  3. Organização Mundial da Saúde. Top 10 causes of death. Disponível em: https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/the-top-10-causes-of-death. Acesso em 20 de outubro de 2020.
  4. Números do Diabetes no Mundo. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – SBEM. Disponível em: https://www.endocrino.org.br/numeros-do-diabetes-no-mundo/#:~:text=%2D%20O%20diabetes%20est%C3%A1%20entre%20as,aqui%20www.diabetesatlas.org. Acesso em 20 de outubro de 2020.
  5. Agência Senado. Senado aprova uso da telemedicina durante pandemia de COVID-19. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/03/31/senado-aprova-uso-da-telemedicina-durante-pandemia-de-covid-19 . Acesso em 20 de outubro de 2020.
  6. BraziIlian Type 1 & 2 Diabetes Disease Registry (BINDER): A Snapshot of Diabetes Mellitus (DM) in Brazil. Chacra, AR1; Moreira, RO2; de Paula, MA3; Fagundes, KFSMC4. Author affiliation: 1. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP); 2. Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia do Rio de Janeiro (IEDE – RJ); 3. Sanofi; 5. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
  7. Novembro também é dedicado às ações de conscientização e prevenção ao diabetes. Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina. Disponível em: https://www.saude.sc.gov.br/index.php/noticias-geral/todas-as-noticias/1641-noticias-2019/10935-novembro-tambem-e-dedicado-as-acoes-de-conscientizacao-e-prevencao-ao-diabetes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *