A viagem – Afina Menina

A viagem

Em uma das minhas idas e vindas do Sul pro Centro Oeste, e com a mania de sentar nas últimas poltronas (?), fico observando as pessoas entrarem e ocuparem os seus lugares.
A lei me faculta o acesso.

Em uma dessas viagens, quando ainda estava na fila do check-in, vi um jovem casal, creio que recém-casados, pois os olhares cheios de amor e ternura que trocavam me levaram a esta certeza.
Depois, já instalados, continuaram a olhar-se encantados, e era um olhar tão puro que ao tocarem-se (?), quase senti o calor de suas mãos no meu rosto, e pensei na responsabilidade que ambos teriam dalí para a frente.

Na manutenção do casamento, do afeto, do desejo, do respeito, da verdade.
Desejei que tivessem uma longa vida juntos e que concretizassem todos os sonhos que compartilharam desde o início.

Veja mais  Síndrome de Ménière: o que é e como afeta a qualidade de vida

E clamei por eles !

Pedi que tivessem sabedoria e serenidade pra resolver o que, porventura, adviesse;  equilíbrio para dar a cada situação o peso devido e, acima de tudo, capacidade pra perdoar.
Mas, o mais importante, desejei que jamais permitissem interferência em suas vidas… E que se  a tentação, sorrateira e maliciosamente rondasse um ou o outro, com sedutoras promessas de um possível amor infinito, que resistissem, que pensassem na dor que causariam, muitas vezes até por algo efêmero, que só deixaria sofrimento e arrependimento e, pior, sem perdão e nem volta.

Todos nós sabemos que paixões avassaladoras são confundidas com amor, O amor é construído todos os dias, desde que haja interesse  recíproco. A paixão, todo mundo sabe, é passageira.

Voltei a mim quando ouvi o Comandante avisar que em poucos minutos pousaríamos no Aeroporto de Brasília, e vi pela última vez o jovem casal saindo de mãos dadas, alegres, rumo ao desconhecido que os aguardava… E, em meio a multidão, os perdi de vista.

Veja mais  Sonhar com dinheiro é um bom presságio? Confira!

Silenciosamente, mais uma vez pedi que jamais esquecessem daquele olhar apaixonado, dos gestos carinhosos e que se lembrassem : “o mundo cabe num abraço”…

Até eu, sorrindo suspirei e ardentemente desejei: SEJAM FELIZES !!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *