Dia do Amigo: como as interações sociais fazem bem ao cérebro – Afina Menina – Um Portal para todas Nós

Dia do Amigo: como as interações sociais fazem bem ao cérebro

Dia do Amigo: como as interações sociais fazem bem ao cérebro
No Dia do Amigo, saiba como as interações sociais são fundamentais para o bom desenvolvimento cognitivo do cérebro, garantindo qualidade de vida

Dia 20 de julho é comemorado o Dia do Amigo! Dia de comemorar a existência daqueles que, mesmo não sendo da família, é capaz de construir um vínculo forte e duradouro. São aqueles que conversamos, damos risadas, choramos, passamos momentos alegres e tristes e que sabemos que podemos confiar. São aqueles responsáveis pelas interações sociais mais verdadeiras do dia a dia, companheiros de uma vida.

Esse ano, o Dia do Amigo será um pouco diferente. O momento de isolamento social irá impedir os encontros, abraços, risadas e momentos compartilhados. Porém, o laço se mantém a partir de ligações, meensagens e encontros virtuais. Além de serem momentos de felicidade, você sabia que as interações e relações sociais são benéficas ao cérebro e ao funcionamento da memória?

De acordo com pesquisa publicada na revista científica Pers Soc Psychol Bull, um estudo feito por pesquisadores norte-americanos mostrou que conversar com amigos por apenas 10 minutos diariamente traz impactos positivos no funcionamento da nossa memória e do desempenho intelectual. Segundo os pesquisadores, quanto maior o nível da interação social, melhor será as funções cognitivas do cérebro. E isso pode ser potencializado com boas conversas entre amigos, por exemplo.

Além disso, Yaakov Stern, professor do Departamento de Neurologia e Psiquiatria da Universidade de Columbia, ressalta a importância das interações sociais e momentos de lazer para a manutenção e construção de uma boa reserva cognitiva. Reserva cognitiva é a maneira de preservação das capacidades cerebrais durante o processo natural de envelhecimento do ser humano; uma boa reserva cognitiva é capaz de nos proteger e postergar o aparecimento de sintomas de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer, por exemplo. Segundo Yaakov, ter um propósito, se relacionar socialmente e estar engajado em atividades de lazer são itens fundamentais para a proteção contra o declínio cognitivo do cérebro.

Ou seja, manter a saúde do cérebro também inclui manter boas relações sociais, ou seja, cultivar boas amizades. Ter conversas saudáveis diariamente ajuda a manter habilidades cognitivas e socioemocionais, como memória, raciocínio lógico, autoestima e etc.

Dentro das aulas de ginástica para o cérebro do Método SUPERA – primeira rede de escolas especializada em desenvolvimento cognitivo no Brasil – , além dos exercícios e ferramentas utilizadas para melhorar a atenção e a memória, os alunos passam momentos divertidos com jogos educacionais e dinâmicas em grupo. Mesmo em quarentena, as aulas do SUPERA permaneceram no formato online, onde alunos de todas as idades mantiveram-se mentalmente e socialmente ativos.

Denis Gonzales, 41 anos, é aluno do SUPERA de São Caetano do Sul e ele mostra a importância das interações e da manutenção das amizades dentro das aulas de ginástica cerebral, principalmente nesse período de quarentena: “Os momentos de convívio social e a resolução de desafios em grupo é sempre que possível empregada, desenvolvendo assim habilidades de interação social; ao mesmo tempo em que fortalece o coleguismo entre os companheiros de classe. O sistema desenvolvido pelo curso do Método SUPERA me permitiu aprender de forma inovadora e aplicar os ensinamentos na prática. ”

Como manter nossas interações sociais?

O momento de pandemia nos deixou longe fisicamente; porém, a tecnologia nos permitiu continuar mantendo o contato com aqueles que amamos, seja nossos parentes, amigos ou colegas de trabalho.

Para manter nossas interações sociais e fortalecer nossos vínculos, preparamos algumas dicas especiais, para que o Dia do Amigo seja comemorado da melhor forma possível:

Faça uma chamada em vídeo: já que nosso amigo não está tão próximo, que tal uma chamada em vídeo? O sentido da visão irá nos proporcionar a sensação de que estamos com uma visita e dá uma noção de realidade maior.

Telefone para alguém especial: os textos e mensagens escritas não conseguiram substituir a importância de um telefonema inesperado, possibilitando uma interação mais próxima

Escreva uma carta: Pode parece antigo ou antiquado, mas escrever uma carta pode ser uma bela maneira de fazer uma surpresa ao seu amigo. Expresse todo o seu carinho, mostre o quanto ele é importante e o melhor – ele terá essa recordação guardada para sempre.

Faça homenagens nas mídias sociais: Nos últimos tempos, as mídias sociais se tornaram um grande reservatório de momentos que deixaram saudade. Faça-se presente com fotos, vídeos e momentos para relembrar.

Faça um clube do livro, jogos ou receitas: Que tal ter um encontro semanal com amigos para trocar figurinhas sobre livros, jogos ou receitas novas? Marcar encontros on-line para discutir temas em comum pode ser uma ótima maneira de manter as interações e garantir boas conversas.

Maratone série e filmes à distância: É claro que gostaríamos de comemorar o Dia do Amigo vendo um belo filme ou uma série divertida, com direito a pizza e brigadeiro. Porém, nesse momento de quarentena, proponha que assistam um filme ou série juntos. Atualmente, existem aplicativos que permitem assistir filmes simultaneamente, como o Twoseven ou o Syncplay.

Declare-se para seu amigo: Quem foi que disse que não podemos nos declarar para nossos amigos? Nesse momento difícil que estamos passando, nada melhor do que receber mensagens de elogios e incentivo, para nos sentirmos amados, lembrados e queridos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *