Quatro Estações

Quatro Estações

Como as quatro estações do ano, que transformam nossas vidas, nosso ânimo, nosso comportamento e humor, provocando mudanças e trazendo alegria, acalento, tristeza e também amor. Nossa coluna irá tratar dos relacionamentos, das conexões humanas, dos conflitos internos, de afetividade, do cuidado de si.

Também do olhar sobre a educação dos filhos, da criação de adolescentes. A saúde física, mental e emocional. A influência fisiológica em conflitos cotidianos.

A gestão será um dos assuntos que abordaremos, como o foco na liderança, nos conflitos interpessoais, nas tomadas de decisões e o mercado de trabalho.

60db36adc377e

O dilema do amor romântico

Antes de os portugueses invadirem o Brasil, as relações afetivas entre os povos indígenas eram muito mais coletivas. Mulheres e homens dividiam as tarefas de

60d2437952c50

Florescer ou definhar?

Estamos vivendo um período desafiador atualmente, sendo sentido e percebido de forma mais intensa durante a pandemia da Covid 19. Há um fenômeno caracterizado pelo

60c8efeda20b5

Por uma “atenção amorosamente interessada” pelos outros: a necessidade de empatia nos tempos atuais

O pensador Mikhail Bakhtin, em uma de suas obras, reflete de forma belíssima sobre essa relação de empatia, segundo ele: “somente uma atenção amorosamente interessada, pode desenvolver uma força muito intensa para abraçar e manter a diversidade concreta do existir sem empobrecê-lo ou esquematizá-lo (…) O desamor e a indiferença nunca geram forças suficientes para nos deter e nos demorarmos sobre o objeto, de modo que fique fixado e esculpido cada mínimo detalhe e cada particularidade sua. Somente o amor pode ser esteticamente produtivo, somente em correlação com quem se ama é possível a plenitude da diversidade”.

]fgh

O que aprendi com a pandemia

Estava sentada na varanda de minha casa na tarde ensolarada do último sábado, sem poder sair, e me peguei pensando nos desejos e promessas do