Como Usar a Comparação a Seu Favor – Afina Menina

Como Usar a Comparação a Seu Favor

Com a explosão das redes sociais, é muito fácil acabarmos nos comparando com a vida dos outros. Se não tivermos sabedoria para olhar pelo ângulo certo corremos um grande risco de nos sentirmos infelizes com nossos projetos.

Mas usando a comparação ao nosso favor podemos tirar proveito disso. Se você sente que está ficando para trás na sua vida ou nos seus negócios, esse texto é para você.

 

Por que nos comparamos?

 

Provavelmente existe uma explicação científica que vêm dos nossos ancestrais, algo relacionado a competição pela sobrevivência da nossa espécie, não sei explicar profundamente. Mas resumindo, para quase tudo que fazemos na vida precisamos de medidas, necessitamos de parâmetros para avaliar o progresso de nossas vidas.

Alguns exemplos: na escola temos nossas notas, nos negócios o faturamento da empresa e na vida nossa saúde. Precisamos de provas, relatórios e exames para avaliar nosso desempenho em cada área da vida.

Daí surge a nossa necessidade de comparar nossos resultados com o de outras pessoas para avaliar se estamos no rumo certo. O problema é que geralmente levamos para o lado pessoal, com pensamentos do tipo “estou perdendo” ou “estou ganhando”.

Não dá pra negar que o mundo é um lugar muito competitivo, e competir pode ser saudável, desde que você saiba respeitar seus limites.

 

Por que nos frustramos?

 

Passa a ser prejudicial quando começamos a competir com os outros, quando deveríamos competir com nós mesmos.

Porque dessa forma não respeitamos nossa história, nem nossos limites. Cada pessoa é única e tem uma trajetória diferente, uns tem mais oportunidades outros tem mais habilidade em áreas específicas.

Com certeza você tem algum dom que eu não tenho e vice versa, só que nós tendemos a olhar para o que não temos, aí vem a frustração e nosso desempenho caí.

 

Então como usar isso ao nosso favor?

 

Em uma frase: tendo humildade e passando a olhar o outro como inspiração.

Podemos e devemos usar a comparação para medir nosso desempenho, para aprender com as técnicas que outras pessoas usam e aprimorar nossos resultados.

Ao invés de olhar para alguém e pensar “que droga, eu queria ser assim”, mudar para “ele tem mérito de ter conquistado isso, como ele fez? O que posso aprender?”

Veja mais  Montanha russa

Tudo bem, algumas pessoas não têm muitos méritos em suas conquistas, ganham as coisas fáceis. Mas de qualquer forma você pode escolher se vai focar em o que a pessoa conquistou ou como ela chegou lá.

Esse conceito vale para todas as áreas da vida, profissional, amorosa, financeira, pessoal, etc. Passe a procurar pessoas que já chegaram onde você deseja, e ao invés de se sentir inferior, se sinta orgulhoso por ter humildade de aprender os passos daquele ser humano. Que em essência é igual a você, mas que apenas dedicou mais tempo ou técnicas melhores para chegar nos resultados que você almeja.

Resumindo, enquanto não chegar a sua hora de brilhar aprenda a aplaudir o outro.

 

Se inspire, mas não copie

 

Cuidado para não tentar ser um imitador, você nunca vai conseguir ser a melhor cópia do mundo. Observe os outros, mas não seja um espectador da vida alheia. Seja o protagonista da sua história, viva os seus sonhos.

Nem sempre precisamos reinventar a roda, podemos pegar ideias que já funcionaram e as melhorar. O mundo é assim, se você olhar para a indústria ou para a TV vai perceber que quase todas as coisas são cópias melhoradas das outras.

Se você tem uma ideia inovadora, isso é ótimo, mas lembre-se que já existe quase de tudo nesse mundo. As vezes tentar criar algo novo só para satisfazer seu ego será perda de tempo. Mas quem sou eu pra dizer, invista sempre nas ideias que você acredita. No começo ninguém precisa acreditar nelas, a não ser você mesmo.

Resumindo, aprenda com os outros, mas dê o seu toque e faça do seu jeito.

 

Respeite seu tempo

 

Isso já está clichê, mas é sempre bom lembrar. Respeite o seu próprio tempo de aprendizado e conquista.

Novamente, cada um de nós nasce com oportunidades e desenvolve habilidades diferentes ao longo da vida.

Não é porque seu amigo ficou milionário aos 30 que você precisa ficar também pra não se sentir inferior. Talvez sua prima se tenha formado com 22 anos, e você com 25 nem começou uma faculdade ainda.

Quem somos hoje é fruto das nossas escolhas, e infelizmente não podemos voltar no tempo para corrigir tudo que gostaríamos. Aprenda a valorizar o momento presente e entenda que nunca é tarde para começar ou recomeçar. Apenas tente não ficar parado.

Veja mais  O cuidado com os lábios vai além da estética, uma rachadura pode ser porta de entrada até mesmo para infecções

Mas se sentir também que está muito estresse e pressionado, se dedique a arte de não fazer nada por um tempo para voltar mais produtivo. Pode ser um dia, um mês ou um ano. Pense sobre a vida e defina o rumo que quer tomar, encare a vida como uma maratona e não uma corrida de 100 metros. A constância e disciplina te levarão aos resultados sólidos de longo prazo.

 

Pra que pressa se o futuro é a morte?

 

Estamos sempre correndo, queremos que os resultados se concretizem o quanto antes. Esquecemos de apreciar a jornada, viva um dia de cada vez. Nosso destino um dia é a morte, então não precisamos correr tanto. A paciência é uma virtude que nos ajuda a construir resultados com menos estresse e mais qualidade.

E se tudo der errado e a gente fracassar? Te digo com certeza que vai ficar tudo bem (se você quiser), sou especialista em desistir das coisas e fracassar. E a cada tombo a gente chora, se frustra e pode decidir ver por outro ponto de vista e sair mais forte.

Só que pra isso acontecer temos que entender que a responsabilidade sempre é nossa. A culpa pode ser do professor que te ferrou na prova, do rapaz que bateu no seu carro, da vida que foi injusta com você. Mas a responsabilidade de como reagir aos acontecimentos é totalmente nossa, a experiência é interna.

Para encerrar reflita sobre o trecho a seguir do livro “O Poder do Agora”.

“Nesse estado de plenitude, ainda teríamos capacidade ou vontade de alcançar os objetivos externos?

Claro que sim, mas sem as expectativas ilusórias de que uma coisa ou alguém no futuro irá nos salvar ou nos fazer felizes. Pois o único momento pra viver é o agora, e o responsável pela nossa felicidade somos nós mesmos.  Agora quando esse é o seu estado de Ser, como é possível não alcançar o sucesso? Você já

o alcançou”. – Eckhart Tolle.

 

Um abraço e até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *