Retoque na cirurgia plástica – Afina Menina

Retoque na cirurgia plástica

Eu temi, relutei, mas a minha hora chegou. E agora?

Olá pessoal, tudo bem?

Tenho falado aqui sobre cirurgia bariátrica, sobre a cirurgia plástica reparadora, a escolha do médico… Faz seis meses que fiz as minhas cirurgias reparadoras, e optei por fazer um combo de uma vez só para evitar o vai e vem em hospital.

Fiz lipoaspiração, abdominoplastia, mastopexia sem prótese, flancoplastia e plicatura abdominal, que é a costura dos músculos que estavam separados.

O médico retirou 2,200kg de pele e a mesma quantidade de gordura. Optei por não colocar prótese pelo fato de não conseguir aceitar um corpo estranho dentro de mim e pelos diversos relatos que eu vi de pessoas que retiraram o silicone algum tempo depois de colocar, inclusive amigas minhas. Sim, é mais comum do que a gente imagina, é só dar uma pesquisada na internet e em grupos nas redes sociais que você encontrará esses relatos.

Enfim, seis meses e alguns dias depois, 23, para ser mais exata, chegou a hora de fazer o retoque da minha abdominoplastia. Amanhã estarei indo para a faca (como eu costumo dizer) novamente.

Minha abdominoplastia foi feita em âncora, o que me garantiu uma cicatriz no meio do abdomen. Ela tende a clarear com o tempo e em breve eu mostro ela aqui, prometo!

Foram três meses usando cinta, placa, fazendo drenagens, massagens, passando pomadas, tomando medicação e esperando que desinchasse por completo para poder avaliar como havia ficado e analisar a necessidade de um retoque. E sim, ele será necessário.

No “topo” do meu abdomen, ficou uma espécie de “calombo”, eu desinchei em volta daquele lugar e parece que ali sobrou gordura e pele, e sobrou mesmo! Além disso, meu umbigo ficou um pouco largo e o médico vai diminuir.

Veja mais  A primavera chegou, e também as alergias, previna-se

O procedimento será feito no próprio consultório dele, com anestesia local, e acredito que na semana que vem, eu já esteja melhor para poder contar tudo para vocês.

Claro que fiquei chateada quando comecei a ver aquele calombo ali. Principalmente quando eu sentava, pois aí ele ficava mais evidente. Logo que deixei de usar a placa e ele ficou imenso, eu telefonei aos prantos para o cirurgião, e não é exagero…

Ando exigindo muito de mim, sendo carrasca comigo mesma e isso tem me causado sofrimento, mas tenho preferido me calar. Sinto que não sou suficiente, me sinto feia, incapaz… Queria ser melhor em todos os sentidos, porque tenho sempre a certeza de que não sou boa em nada… Quem nunca, não é mesmo? E quem me vê, não diz e não imagina que eu me sinto assim… E isso, nenhuma cirurgia plástica ou retoque e nem que eu nascesse de novo, poderia tirar de mim…

Enfim, o retoque de uma cirurgia plástica é um direito seu e o cirurgião terá que refazer quantas vezes forem necessárias, até que o resultado obtido seja satisfatório. E eu espero, do fundo do meu coração, que seja necessário somente este retoque e nada mais…

Fique de olho

O retoque é utilizado pelos médicos para dois fins: aperfeiçoar a cirurgia anterior (deixar mais bonito, tirar uma pequena cicatriz que ficou, etc) ou corrigir algum erro ocorrido. No primeiro caso, o paciente tem que pagar pelo retoque, por que nesta situação não há erro do médico durante a cirurgia, o reparo é feito não por uma necessidade mas apenas para deixar a parte operada mais bonita.

Veja mais  Torta Suflê de Limão

No segundo caso, o paciente não deve pagar pelo retoque, por que o erro, neste caso, foi do médico. Nesse caso temos duas situações: a primeira, em que há um erro simples que deve ser corrigido pelo médico, por que sua obrigação é de resultado e, como tal , o fato de não ter chegado ao resultado esperado por um erro qualquer faz com que o médico não se libere da obrigação assumida e continue compelido a refazer a cirurgia sem custos para o paciente (afinal foi o médico que causou todo o transtorno).

E a segunda situação, que é quando o médico comete um erro grotesco e acaba prejudicando demais o paciente e sua aparência. Nesta situação, o responsável tem que arcar com os custos de uma cirurgia de reparo e com os danos morais e estéticos decorrentes do erro cometido.

Enfim, é isso! O retoque é um direito seu e peço que vocês torçam por mim para que dê tudo certo.

Um beijo e até semana que vem, espero!

<3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *