Combate às estrias: conheça os tratamentos que eliminam os temíveis risquinhos na pele – Afina Menina

Combate às estrias: conheça os tratamentos que eliminam os temíveis risquinhos na pele

Carboxiterapia e Vacuoterapia; especialista explica procedimentos que podem reativar o metabolismo local

As odiadas marquinhas são comuns principalmente em mulheres. As estrias – linhas brancas, vermelhas e roxas – atingem 70% das mulheres na adolescência e 40% dos homens na mesma idade. Além disso, segundo a Academia Americana de Dermatologia, 90% das mulheres após o sexto ou sétimo mês de gravidez também adquirem as estrias.

De acordo com Aline Caniçais, fisioterapeuta dermato funcional da HTM Eletrônica – empresa referência na fabricação de equipamentos estéticos -, as marcas são rompimentos das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina. “Normalmente, esta ruptura ocorre em decorrência de um estiramento que vai além da elasticidade da pele. É um acontecimento comum no estirão puberal, gravidez e ganho de peso em excesso em regiões como as mamas, coxas e nádegas”, explica.

Como tratar os temidos risquinhos

Segundo Aline, o tratamento para estrias é um dos mais procurados pelas mulheres nas clínicas de estética. “Quando as estrias estão avermelhadas, é sinal de que ainda estão em processo inflamatório e este é o momento mais apropriado para iniciar um tratamento, com garantia de bons resultados. No caso das estrias brancas possuem essa coloração porque os melanócitos estão localizados nessa camada que foi perdida na pele onde ocorreu a estria. Em geral, são mais difíceis de serem eliminadas”, afirma.

Veja mais  Maiôs além da praia

Carboxiterapia e vacuoterapia para estrias

A especialista ainda comenta que o tratamento pode começar em casa, com cuidados diários com a hidratação da pele, sendo o meio mais eficaz de prevenir e amenizar as estrias. “Mas quando a patologia já está instaurada, é preciso combatê-la com tratamentos estéticos, como a carboxiterapia e a vacuoterapia”, esclarece.

O procedimento de carboxiterapia é método invasivo que através de uma pequena agulha realiza a infusão subcutânea do gás carbônico (CO²). Aline conta que um dos aparelhos da HTM que realiza esse tipo de tratamento é o Pluria. “Ele funciona por meio da entrada do gás provocando um processo inflamatório local e aumento da circulação, que estimula a produção de colágeno e elastina, contribuindo para a melhora do aspecto da pele”, conclui.

Veja mais  Como o inverno pode impactar na saúde bucal

Já a vacuoterapia também pode ser utilizada em tratamentos para atenuar os quadros de celulite, gordura localizada e as estrias. “Através dos movimentos de sucção, são capazes de realinhar as fibras elásticas e promover a movimentação dos líquidos estagnados, reativando o metabolismo local”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *