O Poder da Desconexão – Afina Menina

O Poder da Desconexão

Estar conectado com o mundo passou a ser um hábito para milhares de nós.

Toda essa conexão trouxe muitos benefícios e nos permite estar em vários lugares ao mesmo tempo.

Conseguimos aprender à distância, empreender e mandar mensagens de carinho para os familiares distantes. Mas se passamos um final de semana sem ver as notícias ou as notificações do celular, já nos sentimos perdidos no tempo. E isso também causa um efeito contrário, nos levando ao esgotamento mental pela busca constante por produtividade e o excesso de informações que consumimos.

Hoje vou compartilhar os benefícios que a desconexão pode trazer quando você se sentir esgotado, e como dar alguns passos para trás aumenta ainda mais nossa produtividade.

Redes Sociais na Idade da Pedra

Antes quero que entenda que a necessidade de estar conectado com o mundo e compartilhar experiências não é exclusividade do mundo moderno. Hoje em dia só temos mais facilidade para fazer isso, mas na época das cavernas as pessoas já pintavam desenhos e contavam histórias nas paredes para compartilhar algo com o mundo. É muito bom viver uma experiência mas ela se torna ainda melhor quando compartilhamos com alguém. Portanto, não sinta culpa de estar sempre conectado com seu celular, apenas se torne responsável por não deixar que essa conexão toda engula sua vida. Filtre na sua vida quando realmente é necessário estar conectado e se você não está usando isso como uma válvula de escape para não viver a vida real.

Cybervida

Hoje podemos fazer quase tudo pelo mundo digital, as Interação humanas estão cada vez menores, ainda mais após a pandemia obviamente. No mundo digital de hoje, podemos nos manter informados, consumir conhecimento e entretenimento, nos relacionar, trabalhar ou compartilhar nossas experiências nas redes sociais. Essa é a cybervida onde tudo é real e ao mesmo tempo não é, são apenas dados circulando pelos cabos ou pelo ar. A não ser que você queira viver isolado no meio do mato, é muito difícil se isolar do mundo e ter uma vida 100% desconectada. Portanto, pra não sermos engolidos pela cybervida, precisamos saber quais são nossos limites e qual a hora de desconectar.

Veja mais  Yoga: A neurociência explica os benefícios da prática em crianças

Quando é a Hora de Desconectar?

Toda essa sobrecarga de informação vai gerando esgotamento mental e estresse físico, nosso corpo começa a dar sinais de que precisa parar. Mas, como a facilidade de estar conectado em um celular é grande, muitas vezes levamos o celular até pra cama e só paramos de usar quando começamos a derrubar ele na cara quando o sono chega (experiência própria). Como tudo na vida, cada um precisa aprender a entender quais são seus limites, e o ideal é sempre buscar ajuda profissional. Meus sinais comuns dos meus limites são: insônia, irritabilidade, ansiedade e excesso de fome. Talvez você sinta isso de formas diferentes, mas se sente que tem algo de errado e que se sente cansado em excesso, tente se desconectar um pouco. Vou te contar como eu faço isso.

Como se Desconectar?

Fique sem pagar sua conta de luz e o processo será bem fácil, risos. Brincadeiras à parte, não é um processo mirabolante e complexo. Eu recomendo muito que você vá para um lugar isolado com a natureza, mas pode ser no seu quarto mesmo, quanto mais simples melhor. Sei que, assim como eu, muitos não podem tirar uma semana de férias isolado em uma ilha deserta. Então, comece com passos simples, não levando mais seu celular para a cama a noite. Sei o quanto é difícil deixar o celular de lado, mas se conseguir ficar em silêncio nos primeiros dias, a qualidade do seu sono aumenta muito.
Faça uma análise do seu dia e veja quando realmente é necessário estar conectado, se você precisa estar informado o tempo inteiro, se precisa compartilhar cada momento da sua vida. Falo por experiência própria. Como eu trabalho com internet, estou o tempo todo online, mesmo assim tento filtrar muitas coisas e consumir só o necessário de informação. Eu mesmo tenho tido problemas com insônia devido a conexão excessiva e estou me adaptando a mudar meus hábitos.
Aos poucos vá adaptando à sua rotina o hábito de incluir alguns minutos do dia apenas para para contemplar a natureza ou a parede do seu quarto. Separe 15 minutos para não fazer nada, mas nada mesmo, apenas existir e respirar. Com o tempo vá aumentando essa desconexão e tire um dia ou uma semana para olhar o celular e responder somente o necessário.

Veja mais  Hair stylist Nata Cunha estreia em casa nova

Se mantenha informado com o mundo, mas filtre a quantidade de notícias que você vê. Talvez no começo você até sinta que está menos produtivo, mas com o tempo vai perceber que dando alguns passos para trás você libera mais seu potencial criativo e tem mais energia para viver. Aproveite que acabou de ler esse texto e olhe para o céu e contemple por alguns minutos o ar entrando em seus pulmões.

Um abraço e até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *